Pesquise no blog

sábado, 13 de dezembro de 2014

MEDOS EM CRIANÇA

CRIANÇA

A criança nasce com capacidade de
sentir medo, demonstrando por
uma excitação geral; mas com o
desenvolvimento surgem os medos
reais, relacionados com suas
experiências.
Alguns medos surgem da imitação e
identificação dos adultos. A criança
percebe as inseguranças e temores
dos pais, mesmo quando tentam
escondê-los.
Funcionando como motivação para
a criança realizar novas aprendizagens,
adaptando-se ao meio, alguns medos
servem à preservação da vida.
Ex: medo do fogo.
A partir de seu desenvolvimento
intelectual, a criança começa a
prever consequências naturais
(mortes...). Um  dos medos
mais angustiantes da
infância é o temor da perda
dos pais. Deve-se evitar
chantagem emocional com
as crianças. Também deve ser
permitida a expressão dos
sentimentos negativos, pois
desde cedo a criança
desenvolve sentimentos
ambivalentes.
Quando os medos são
muito intensos, prejudicando
o relacionamento da criança
com o mundo, deve-se
procurar ajuda especializada.
A partir dos 6-7 anos, com
a evolução cognitiva e social,
a criança começa a interiorizar
as regras e as leis de
comportamento, desenvolvendo
consciência autônoma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário