Pesquise no blog

terça-feira, 27 de junho de 2017

ALERGIA A BARATAS



A FUNDAÇÃO ASMA E ALERGIA DA AMÉRICA
(AAFA) ESTIMA QUE 23-60% DAS PESSOAS
COM A ASMA QUE VIVEM EM UM AMBIENTE
URBANO SÃO SENSÍVEIS AOS ALÉRGENOS
DA BARATA.

AS INFESTAÇÕES DE BARATAS SÃO UMA
PREOCUPAÇÃO SÃO UMA PREOCUPAÇÃO
DE SAÚDE PÚBLICA NOS EUA E EM TODO
MUNDO, PARTICULARMENTE RELEVANTE
PARA CRIANÇAS E ADULTOS QUE VIVEM
EM HABITAÇÃO DE QUALIDADE INFERIOR.
OS EXCREMENTOS, OS RESTOS 
EXOESQUELETAIS E ATÉ AS SALIVAS
DAS BARATAS CONTÊM ALÉRGENOS
QUE EM ALGUNS PODEM PROVOCAR
UMA RESPOSTA IMUNE ASSOCIADA A
NARIZ ENTUPIDO (RINITE), ERUPÇÕES
CUTÂNEAS OU, EM ALGUNS CASOS,
SIBILÂNCIA QUE REMETE À ASMA.
ALÉM DISSO, OS BEBÊS EXPOSTOS A 
ESSES ALÉRGENOS ARRISCAM O
DESENVOLVIMENTO DE ASMA.
OS MÉDICOS DIAGNOSTICAM
A ALERGIA ÀS BARATAS APLICANDO
EXTRATOS BRUTOS DE DETRITOS
DE BARATA NA PELE DO PACIENTE,
E EM SEGUIDA, VERIFICANDO A
PELE EM BUSCA DE VERMELHIDÃO
OU AVALIANDO AMOSTRAS
DE SANGUE DE PACIENTES PARA
NÍVEIS ELEVADOS DE IgE DE ANTICORPOS
UMA LEITURA DE ALERGIA.

IMUNOTERAPIA

MATERIAIS SEMELHANTES CONSTITUEM A
MATÉRIA PRIMA DE VACINAS CONTRA
ALERGIAS OU IMUNOTERAPIA COM 
ALÉRGENOS, EM QUE OS PACIENTES
SÃO EXPOSTOS A BAIXA DOSE DE
EXTRATOS DE BARATA, POR VEZES
AO LONGO  DE UM PERÍODO DE ANOS,
NA ESPERANÇA DE DESSENSIBILIZÁ-LOS.
EMBORA AINDA EXPERIMENTAL, A
IMUNOTERAPIA DE BARATA PARECE
DIMINUIR OS SINTOMAS EM ALGUNS
PACIENTES E DIMINUIR OS NÍVEIS
SÉRICOS DE IgE E OUTRAS 
SUBSTÂNCIAS INFLAMATÓRIAS
APÓS A EXPOSIÇÃO.

CURIOSAMENTE, AS RESPOSTAS
DAS CÉLULAS  T A UM DETERMINADO
FRAGMENTO DIFERIRAM LIGEIRAMENTE
ENTRE PACIENTES COM SINTOMAS DE
RINITE PADRÃO VERSUS AQUELES COM
COMPLICAÇÕES ASMÁTICAS. ISTO
SIGNIFICA QUE AS IMUNOTERAPIAS
DE UM ÚNICO EXTRATO PODEM SER
MELHORADAS AO ADAPTAR EXTRATOS
À GRAVIDADE DA ALERGIA. UMA
MANEIRA DE FAZER ISSO PODE SER
INOCULAR PACIENTES COM ALÉRGENOS
RECOMBINANTES ESCOLHIDOS 
ESPECIFICAMENTE PARA ESSE SUBGRUPO
DE PACIENTES, EM VEZ DE EXTRATOS BRUTOS.
TAIS PROTOCOLOS DE DESSENSIBILIZAÇÃO
DE PRÓXIMA GERAÇÃO PODEM TRAZER
ALGUM ALÍVIO PARA PESSOAS QUE LIDAM
COM VIVER EM AMBIENTES INFESTADOS
POR BARATAS OU DIMINUIR O RISCO DE 
SEUS FILHOS DESENVOLVEREM ASMA.



FONTE: LA JOLLA INSTITUTE FOR
ALLERGY AND IMMUNOLOGY












segunda-feira, 26 de junho de 2017

O QUE É LINFADENITE?



LINFADENITE É O TERMO MÉDICO PARA
O ALARGAMENTO EM UM OU MAIS
GÂNGLIOS LINFÁTICOS, GERALMENTE
DEVIDO À INFECÇÃO. LINFONODOS
SÃO PREENCHIDOS COM GLÓBULOS
BRANCOS QUE AJUDAM SEU CORPO
A COMBATER INFECÇÕES. QUANDO OS
LINFONODOS FICAM INFECTADOS,
GERALMENTE É PORQUE UMA INFECÇÃO
COMEÇOU EM ALGUM OUTRO LUGAR
EM SEU CORPO. RARAMENTE, OS
GÂNGLIOS LINFÁTICOS PODEM
AUMENTAR DEVIDO AO CÂNCER.
VOCÊ TEM CERCA DE 600 LINFONODOS
EM SEU CORPO, MAS OS GÂNGLIOS
LINFÁTICOS NORMAIS SÓ PODEM SER
SENTIDOS ABAIXO DE SUA MANDÍBULA,
SOB SEUS BRAÇOS E NA ÁREA DA VIRILHA.
UM LINFONODO NORMAL É PEQUENO E
FIRME. QUANDO OS GÂNGLIOS LINFÁTICOS
SÃO INFECTADOS, GERALMENTE AUMENTAM
DE TAMANHO, SE TORNAM SENSÍVEIS E
PODEM SER SENTIDOS EM OUTRAS ÁREAS
DO CORPO DURANTE UM EXAME FÍSICO.

INFECÇÕES QUE SE ESPALHAM PARA OS
GÂNGLIOS LINFÁTICOS SÃO GERALMENTE
CAUSADAS POR BACTÉRIAS, UM VÍRUS
OU UM FUNGO. É IMPORTANTE SABER
COMO A INFECÇÃO SE ESPALHOU EM SEUS
GÂNGLIOS LINFÁTICOS PARA QUE O 
TRATAMENTO CERTO PODE SER INICIADO.

A LINFADENITE PODE SER DE DOIS TIPOS:

LINFADENITE LOCALIZADA- ESTE É
O TIPO MAIS COMUM. LINFADENITE
LOCALIZADA ENVOLVE UM OU
APENAS ALGUNS NÓS QUE ESTÃO
PERTO DA ÁREA ONDE A INFECÇÃO COMEÇOU.
POR EXEMPLO, NÓDULOS AUMENTADOS
DEVIDO A UMA INFECÇÃO DE AMÍDALAS
PODEM SER SENTIDOS NA ÁREA DO
PESCOÇO.

LINFADENITE GENERALIZADA- ESTE
TIPO DE INFECÇÃO LINFONODAL OCORRE
EM DOIS OU MAIS GRUPOS DE NÓDULOS
LINFÁTICOS E PODE SER CAUSADA POR UMA
INFECÇÃO QUE SE ESPALHA ATRAVÉS
DA CORRENTE SANGUÍNEA OU OUTRA
DOENÇA QUE AFETA TODO O CORPO.

O QUE CAUSA A LINFADENITE?

A LINFADENITE OCORRE QUANDO UM
OU MAIS NÓDULOS LINFÁTICOS SÃO
INFECTADOS POR UMA BACTÉRIA, UM
VÍRUS OU UM FUNGO. QUANDO OS
LINFONODOS FICAM INFECTADOS,
GERALMENTE É PORQUE UMA INFECÇÃO
COMEÇOU EM ALGUM OUTRO LUGAR
EM SEU CORPO.

SINTOMAS

O PRINCIPAL SINTOMA DE LINFADENITE
É A AMPLIAÇÃO DOS GÂNGLIOS LINFÁTICOS.

NÓS QUE AUMENTAM DE TAMANHO
NÓDULOS QUE SÃO DOLOROSOS AO TOQUE
NÓS QUE SÃO MACIOS OU EMARANHADOS JUNTOS
VERMELHIDÃO OU VERMELHIDÃO DA PELE SOBRE
OS NÓS
NÓDULOS QUE SÃO PREENCHIDOS COM PUS
FLUIDO QUE DRENA DOS NÓS PARA A PELE
CALAFRIOS
FEBRE


DIAGNÓSTICO

EXAMES DE SANGUE
COLOCAR FLUÍDO DO NÓDULO LINFÁTICO
EM UMA CULTURA PARA VER QUE TIPO
DE GERMES CRESCEM

TRATAMENTO

MEDICINA PARA CONTROLAR
DOR E FEBRE
MEDICINA PARA REDUZIR O INCHAÇO
CIRURGIA PARA DRENAR UM NÓDULO
LINFÁTICO QUE TEM ENCHIDO COM PUS

NA MAIORIA DOS CASOS A LINFADENITE
DESAPARECE RAPIDAMENTE COM O
TRATAMENTO ADEQUADO, MAS
PODE LEVAR MAIS TEMPO PARA QUE
O INCHAÇO, DOS GÂNGLIOS LINFÁTICOS
DESAPAREÇA. 

FONTE: JOHNS HOPKINS MEDICINA



sábado, 17 de junho de 2017

O QUE É PNEUMONIA



PNEUMONIA É UMA INFECÇÃO DE UM OU
AMBOS OS PULMÕES CAUSADOS POR
BACTÉRIAS, VÍRUS, FUNGOS OU
IRRITANTES QUÍMICOS. É UMA INFECÇÃO
GRAVE OU INFLAMAÇÃO EM QUE OS SACOS
DE AR SE ENCHEM DE PUS E OUTROS
LÍQUIDOS.

A PNEUMONIA LOBAR AFETA UM OU
MAIS SEÇÕES(LÓBULOS) DOS PULMÕES.

A PNEUMONIA BRÔNQUICA (TAMBÉM
CONHECIDA COMO BRONCOPNEUMONIA)
AFETA MANCHAS EM AMBOS OS PULMÕES.

O QUE CAUSA A PNEUMONIA?

EXISTEM MAIS DE 30 CAUSAS DIFERENTES
DE PNEUMONIA, E SÃO AGRUPADAS PELA
CAUSA. OS PRINCIPAIS TIPOS DE 
PNEUMONIA SÃO:
PNEUMONIA BACTERIANA. ESTE TIPO
É CAUSADO POR VÁRIAS BACTÉRIAS.
O MAIS COMUM É STREPTOCOCCUS 
PNEUMONIAE. GERALMENTE OCORRE
QUANDO O CORPO ESTÁ ENFRAQUECIDO
DE ALGUMA FORMA, COMO POR DOENÇA,
MÁ NUTRIÇÃO, VELHICE OU IMUNIDADE
PREJUDICADA, E AS BACTÉRIAS PODE
ENTRAR NO PULMÃO. A PNEUMONIA
BACTERIANA PODE AFETAR TODAS AS
IDADES, MAS CORRE O RISCO DE
ABUSAR DE ÁLCOOL, FUMAR CIGARROS,
DEBILITAR-SE, TER RECENTEMENTE UMA
CIRURGIA, TER UMA DOENÇA 
RESPIRATÓRIA OU INFECÇÃO VIRAL
OU TER UM SISTEMA IMUNOLÓGICO
ENFRAQUECIDO.
PNEUMONIA VIRAL- ESTE TIPO
É CAUSADO POR VÁRIOS VÍRUS,
INCLUINDO GRIPE, É E RESPONSÁVEL
POR CERCA DE UM TERÇO, DE TODOS
OS CASOS DE PNEUMONIA. VOCÊ 
PODE TER MAIOR PROBABILIDADE
DE TER PNEUMONIA BACTERIANA 
SE TIVER PNEUMONIA VIRAL.
PNEUMONIA POR MYCOPLASMA-
ESTE TIPO TEM SINTOMAS E
SINAIS FÍSICOS UM TANTO
DIFERENTES E É REFERIDO
COMO PNEUMONIA ATÍPICA.
OUTRAS PNEUMONIAS- EXISTEM
OUTRAS PNEUMONIAS MENOS
COMUNS QUE PODEM SER CAUSADAS
POR OUTRAS INFECÇÕES OU RESULTANTES
DA INALAÇÃO DE ALIMENTOS, LÍQUIDOS
GASES, POEIRAS, OU FUNGOS.

SINTOMAS PNEUMONIA BACTERIANA

TOSSE QUE PRODUZ, MUCO VERDE,
AMARELO OU SANGRENTO
FEBRE
CALAFRIOS
FALTA DE AR QUE PIORA COM A
ATIVIDADE
BAIXA ENERGIA E CANSAÇO
EXTREMO
PERDA DE APETITE
PESCOÇO PESADO
PULSO RÁPIDO
RESPIRAÇÃO RÁPIDA
COR AZULADA AOS LÁBIOS
E ÀS UNHAS 
ESTADO MENTAL OU DELÍRIO
CONFUSO(ESPECIALMENTE EM
PESSOAS MAIS VELHAS)

SINTOMAS PNEUMONIA VIRAL

DOR DE CABEÇA
FALTA DE AR
DOR MUSCULAR
FRAQUEZA
PIORA COM DA TOSSE


DIAGNÓSTICO

EXAME DE SANGUE
RADIOGRAFIA DE TÓRAX
CULTURA DE ESCARRO
OXIMETRIA DE PULSO
TOMOGRAFIA DO TÓRAX
BRONCOSCOPIA
CULTURA DE FLUÍDO PLEURAL

TRATAMENTO

PARADA RESPIRATÓRIA
SÍNDROME DE DIFICULDADE
RESPIRATÓRIA AGUDA 
SEPSIS
ABCESSOS PULMONARES


FONTE: JOHNS HOPKINS 
MEDICINE









ALERGIA À PENICILINA




A ALERGIA À PENICILINA É UMA REAÇÃO
ANORMAL DO SEU SISTEMA IMUNOLÓGICO
AO ANTIBIÓTICO PENICILINA. A PENICILINA
É PRESCRITA PARA TRATAR INFECÇÕES
BACTERIANAS.
AS ALERGIAS DE PENICILINA PODEM SER
UM PROBLEMA QUE PODE RESULTAR NO
USO DE TRATAMENTOS ANTIBIÓTICOS
MENOS APROPRIADOS E MAIS CAROS.
PORTANTO, UM DIAGNÓSTICO PRECISO
 É NECESSÁRIO QUANDO A ALERGIA À
PENICILINA É SUSPEITA DE GARANTIR
AS MELHORES OPÇÕES DE TRATAMENTO
NO FUTURO.
OUTROS ANTIBIÓTICOS, PARTICULARMENTE
AQUELES COM PROPRIEDADES QUÍMICAS
SEMELHANTES À PENICILINA, TAMBÉM
PODEM RESULTAR EM REAÇÕES ALÉRGICAS.

SINTOMAS

SINAIS E SINTOMAS DE ALERGIA À
PENICILINA GERALMENTE OCORREM
UMA HORA DEPOIS DE TOMAR UMA
DROGA. MENOS COMUMENTE, AS
REAÇÕES PODEM OCORRER HORAS,
DIAS OU SEMANAS DEPOIS.

OS SINTOMAS DE ALERGIA A
MEDICAMENTOS PODEM INCLUIR:

ERUPÇÃO CUTÂNEA
URTICÁRIA
COCEIRA
FEBRE
INCHAÇO
FALTA DE AR
SIBILÂNCIA
CORIZA
COMICHÃO, OLHOS LACRIMEJANTES
ANAFILAXIA

ANAFILAXIA

A ANAFILAXIA É UMA REAÇÃO ALÉRGICA
RARA, POTENCIALMENTE FATAL, QUE
CAUSA A DISFUNÇÃO GENERALIZADA
DOS SISTEMAS DO CORPO. OS SINAIS
E SINTOMAS DA ANAFILAXIA INCLUEM:

APERTO DAS VIAS AÉREAS E GARGANTA,
CAUSANDO PROBLEMAS PARA RESPIRAR

NÁUSEAS OU CÓLICAS ABDOMINAIS

VÔMITO OU DIARRÉIA

TONTURAS 

PULSO FRACO E RÁPIDO

DIMINUIÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL

CONVULSÕES

PERDA DE CONSCIÊNCIA

AS REAÇÕES MENOS COMUNS À
ALERGIA À PENICILINA OCORREM
DIAS OU SEMANAS APÓS A EXPOSIÇÃO
AO FÁRMACO E PODEM PERSISTIR POR
ALGUM TEMPO DEPOIS DE PARAR DE
TOMAR. ESSAS CONDIÇÕES INCLUEM:

DOENÇA DO SORO
ANEMIA INDUZIDA POR DROGAS
REAÇÃO AO FÁRMACO
INFLAMAÇÃO DOS RINS(NEFRITE)

CAUSAS

A ALERGIA À PENICILINA OCORRE QUANDO 
SEU SISTEMA IMUNOLÓGICO REAGE
ERRONEAMENTE À DROGA COMO UMA
SUBSTÂNCIA NOCIVA, ESSENCIALMENTE
COMO SE FOSSE UMA INFECÇÃO VIRAL
OU BACTERIANA.
A  ALERGIA SE DESENVOLVE QUANDO SEU
SISTEMA IMUNOLÓGICO SE TORNOU
SENSÍVEL À PENICILINA. ISSO SIGNIFICA
QUE A PRIMEIRA VEZ  QUE VOCÊ TOMAR
O MEDICAMENTO SEU SISTEMA
IMUNOLÓGICO DETECTA-LO COMO
UMA SUBSTÂNCIA NOCIVA E
DESENVOLVE UM ANTICORPO PARA O
TIPO DE PENICILINA  QUE VOCÊ TOMOU.

A PRÓXIMA VEZ QUE VOCÊ TOMAR A DROGA
ESSES ANTICORPOS ESPECÍFICOS DE
BANDEIRA E ATAQUES DIRETOS DO
SISTEMA IMUNOLÓGICO SOBRE A
SUBSTÂNCIA. QUÍMICOS LIBERADOS
POR ESTA ATIVIDADE CAUSAM OS
SINAIS E SINTOMAS ASSOCIADOS
A UMA REAÇÃO ALÉRGICA.

PENICILINAS E DROGAS AFINS

AS PENICILINAS PERTENCEM A UMA
CLASSE DE DROGAS ANTIBACTERIANAS
CHAMADAS BETA-LACTAMAS. EMBORA
OS MECANISMOS DOS MEDICAMENTOS
VARIAM, GERALMENTE COMBATEM AS
INFECÇÕES ATACANDO AS PAREDES DAS
CÉLULAS BACTERIANAS. ALÉM DE PENICILINAS
OUTROS BETA-LACTÂMICOS MAIS COMUMENTE
ASSOCIADOS A REAÇÕES ALÉRGICAS SÃO UM
GRUPO CHAMADO DE CEFALOSPORINAS.

AS PENICILINAS INCLUEM:

AMOXICILINA
AMPICILINA
DICLOXACILINA
OXACILINA
PENICILINA
TICARCILINA
PIPERACILINA

CEFALOSPORINAS INCLUEM:

CEFACLOR
CEFADROXIL
CEFAZOLINA
CEFDINIR
CEFOTETANO
CEFPROZIL
CEFUROXIMA
CEFALEXINA


FONTE: MAYO CLINIC



terça-feira, 13 de junho de 2017

EMBOLIA PULMONAR



A EMBOLIA PULMONAR OCORRE QUANDO
UM COÁGULO SANGUÍNEO É ALOJADO
EM UMA ARTÉRIA NO PULMÃO, BLOQUEANDO
O FLUXO SANGUÍNEO PARA PARTE DO PULMÃO.
OS COÁGULOS SANGUÍNEOS GERALMENTE 
SE ORIGINAM NAS PERNAS E VIAJAM
PELO LADO DIREITO DO CORAÇÃO E
NOS PULMÕES.
PORQUE OS COÁGULOS BLOQUEIAM
O FLUXO SANGUÍNEO PARA OS
PULMÕES, A EMBOLIA PULMONAR
PODE SER FATAL.
TOMAR MEDIDAS PARA PREVENIR
COÁGULOS DE SANGUE EM SUAS
PERNAS AJUDARÁ A PROTEGÊ-LO
CONTRA A EMBOLIA PULMONAR.

SINTOMAS

FALTA DE AR- ESSE SINTOMA
GERALMENTE APARECE DE REPENTE E
SEMPRE PIORA COM O ESFORÇO
DOR NO PEITO- VOCÊ PODE SENTIR
COMO SE ESTIVESSE TENDO UM ATAQUE
CARDÍACO. A DOR PODE PIORAR QUANDO
VOCÊ RESPIRA PROFUNDAMENTE(PLEURISIA),
TOSSE, COME, DOBRA OU SE INCLINA. A
DOR VAI PIORAR COM O ESFORÇO,
MAS NÃO VAI EMBORA QUANDO VOCÊ
DESCANSA.
TOSSE- A TOSSE PODE PRODUZIR
ESCARRO SANGRAMENTO OU
MANCHADO DE SANGUE

DOR NAS PERNAS OU INCHAÇO
PELE AMOLGADA OU DESCOLORIDA(CIANOSE)
FEBRE
SUOR EXCESSIVO
BATIMENTO CARDÍACOS RÁPIDOS
TONTURAS OU VERTIGENS

CAUSAS

BOLHAS DE AR
PARTE DE UM TUMOR
GORDURA DA MEDULA DE UM OSSO
LONGO QUEBRADO
DOENÇA CARDÍACA
CÂNCER
CIRURGIA
VIAGENS LONGAS
DESCANSO EM CAMA- POR UM LONGO PERÍODO

FATORES DE RISCO

FUMAR
ESTAR ACIMA DO PESO
GRAVIDEZ
ESTROGÊNIO SUPLEMENTAR


COMPLICAÇÕES

EMBOLIA PULMONAR PODE SER FATAL.
CERCA DE UM TERÇO DAS PESSOAS COM
EMBOLIA PULMONAR NÃO DIAGNOSTICADA
E NÃO TRATADA NÃO SOBREVIVE.
QUANDO A CONDIÇÃO É DIAGNOSTICADA
E TRATADA PRONTAMENTE, NO ENTANTO,
ESSE NÚMERO CAI DRASTICAMENTE.

EMBOLIA PULMONAR TAMBÉM PODE
LEVAR À HIPERTENSÃO PULMONAR,
UMA CONDIÇÃO EM QUE A PRESSÃO
ARTERIAL EM SEUS PULMÕES E NO
LADO DIREITO DO CORAÇÃO É MUITO
ALTO. QUANDO VOCÊ TEM OBSTRUÇÕES
NAS ARTÉRIAS DENTRO DOS PULMÕES,
SEU CORAÇÃO DEVE TRABALHAR MAIS
PARA EMPURRAR O SANGUE ATRAVÉS
DESSES VASOS. ISSO AUMENTA A PRESSÃO
ARTERIAL DENTRO DESSES VASOS E AO
LADO DIREITO DO CORAÇÃO, O QUE
PODE ENFRAQUECER SEU CORAÇÃO.

EM CASOS RAROS, PEQUENOS ÊMBOLOS
OCORREM COM FREQÜÊNCIA E SE
DESENVOLVEM AO LONGO DO TEMPO,
RESULTANDO EM HIPERTENSÃO
PULMONAR CRÔNICA, TAMBÉM
CONHECIDA COMO HIPERTENSÃO
PULMONAR TROMBOEMBÓLICA
CRÔNICA.


FONTE: MAYO CLINIC

sábado, 3 de junho de 2017

O QUE É UM COMA?



UM COMA É UMA CONDIÇÃO EM QUE O
INDIVÍDUO ESTÁ EM UM ESTADO DE
SONO PROFUNDO E NÃO PODE SER
DESPERTADO. UM COMA PODE SER
CAUSADO POR MUITAS COISAS, 
INCLUINDO TRAUMA, DROGAS,
TOXINAS OU CERTAS DOENÇAS.
A MAIORIA DOS ESTUDOS SUGERE
QUE, UMA VEZ QUE AS CÉLULAS
CEREBRAIS SÃO DESTRUÍDAS OU
DANIFICADAS, NA MAIORIA DAS
VEZES, ELAS NÃO REGENERAM.
NO ENTANTO, A RECUPERAÇÃO APÓS
LESÕES CEREBRAIS PODE OCORRER,
POIS, EM ALGUNS CASOS, OUTRAS
ÁREAS DO CÉREBRO COMPENSAM
O TECIDO DANIFICADO, OU O
CÉREBRO DESCOBRE QUE 
REENCAMINHAR INFORMAÇÕES E
FUNCIONAR EM TORNO DAS ÁREAS
DANIFICADAS.
A QUANTIDADE EXATA DE RECUPERAÇÃO
NÃO É PREVISÍVEL NO MOMENTO DA
LESÃO E PODE SER DESCONHECIDA
POR MESES OU MESMO ANOS.
CADA LESÃO CEREBRAL E TAXA DE
RECUPERAÇÃO SÃO ÚNICAS .
A RECUPERAÇÃO DE UMA LESÃO
CEREBRAL GRAVE GERALMENTE
ENVOLVE UM PROCESSO PROLONGADO
OU AO LONGO DA VIDA DE
TRATAMENTO E REABILITAÇÃO.

DIAGNOSTICANDO UM COMA

A PROFUNDIDADE DO COMA GERALMENTE
É MEDIDA NAS CONFIGURAÇÕES DE
EMERGÊNCIA E CUIDADOS INTENSIVOS
USANDO UMA ESCALA COMA GLASCOW.
A ESCALA (DE 3 A 15) AVALIA A
ABERTURA DOS OLHOS, A RESPOSTA
VERBAL E A RESPOSTA DO MOTOR.
UMA PONTUAÇÃO ALTA INDICA UMA
MAIOR QUANTIDADE DE CONSCIÊNCIA
E CONSCIÊNCIA.

EM CONFIGURAÇÕES DE REABILITAÇÃO,
OUTRA ESCALA DE MEDIÇÃO É
FREQÜENTEMENTE USADA PARA
INDICAR O NÍVEL DE RESPOSTA
E A CAPACIDADE DE FUNCIONAMENTO
DE UM PACIENTE. É CHAMADA DE
ESCALA RANCHO E É NOMEADA 
PARA O HOSPITAL DE REABILITAÇÃO
ONDE FOI CRIADO, RANCHOS LOS
AMIGOS NA CALIFÓRNIA.

NÍVEL I

SEM RESPOSTA

O PACIENTE ESTÁ EM COMA PROFUNDO
E APARECE PROFUNDAMENTE
ADORMECIDO; AUSÊNCIA DE 
RESPOSTA AO ESTÍMULO

NÍVEL II

RESPOSTA GERAL

O PACIENTE RESPONDE A DOR OU
ESTÍMULOS OU ESTÍMULOS REPETIDOS
COM MOVIMENTOS NÃO PROPOSTOS
OU AUMENTO DA ATIVIDADE

NÍVEL III

RESPOSTA LOCAL

A RESPOSTA DO PACIENTE É
MAIS ESPECÍFICA, COMO GIRAR A 
CABEÇA EM DIREÇÃO A UM SOM OU
SEGUIR UM COMANDO SIMPLES. AS
RESPOSTAS SÃO ATRASADAS E
INCONSISTENTES.

NÍVEL IV

CONFUSO-AGITADO

O PACIENTE ESTÁ EM UM ESTADO DE
RESPOSTA ELEVADO, CONFUSO, AGITADO,
TENTATIVAS DE RETIRAR TUBOS, MORDIDAS,
BATIDAS OU PATRÕES CUIDADORES. O
COMPORTAMENTO É INADEQUADO E A
FALA É MUITAS VEZES INCOERENTE.

NÍVEL V

CONFUSO-INAPROPRIADO

O PACIENTE APARECE ALERTA E PODE
SEGUIR COMANDO SIMPLES. AS RESPOSTAS
SÃO CONFUSAS E NÃO PROPOSITADAS.
A MEMÓRIA E PREJUDICADA E A
FALA GERALMENTE É INADEQUADA.

NÍVEL VI

CONFUSO-APROPRIADO

O PACIENTE MOSTRA COMPORTAMENTOS
PROPOSTOS, MAS REQUER ORIENTAÇÃO
E SUPERVISÃO PARA ATIVIDADES COMO
VESTIR E COMER ; TORNANDO-SE MAIS
CONSCIENTE DO MEIO AMBIENTE; MEMÓRIA
MELHORANDO

NÍVEL VII

AUTOMÁTICO-APROPRIADO

O PACIENTE FAZ ATIVIDADES ADEQUADAMENTE
COM CONFUSÃO MÍNIMA, MAS MUITAS VEZES
PARECE ROBÓTICO. O JULGAMENTO, O
PENSAMENTO E A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
PERMANECEM PREJUDICADOS

NÍVEL VIII

PROPÓSITO-APROPRIADO

O PACIENTE ESTÁ ORIENTADO COM A
MELHORIA DA MEMÓRIA E HABILIDADES.
PODE AINDA REQUERER SUPERVISÃO DEVIDO
À CAPACIDADE COGNITIVA PREJUDICADA.


FONTE: STANFORD HEALTH CARE








quinta-feira, 1 de junho de 2017

DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS:PRIMEIROS SOCORROS



TODOS OS ALIMENTOS CONTÊM NATURALMENTE
PEQUENAS QUANTIDADES DE BACTÉRIAS. MAS O 
MAU MANUSEIO DE ALIMENTOS, O COZIMENTO
IMPRÓPRIO OU O ARMAZENAMENTO INADEQUADO
PODEM RESULTAR EM BACTÉRIAS SE
MULTIPLICANDO EM NÚMEROS SUFICIENTEMENTE
GRANDES PARA CAUSAR DOENÇAS. PARASITAS,
VÍRUS, TOXINAS E PRODUTOS QUÍMICOS
TAMBÉM PODEM CONTAMINAR ALIMENTOS
E CAUSAR DOENÇAS.
OS SINAIS DE UMA INTOXICAÇÃO
ALIMENTAR VARIAM COM A FONTE
DE CONTAMINAÇÃO E SE VOCÊ ESTÁ
DESIDRATADO OU TEM PRESSÃO
ARTERIAL BAIXA. GERALMENTE INCLUEM:

DIARRÉIA
NÁUSEA
DOR ABDOMINAL
VÔMITO
DESIDRATAÇÃO

COM DESIDRATAÇÃO SIGNIFICATIVA,
VOCÊ PODE SENTIR:

TONTURAS OU FRAQUEZA, ESPECIALMENTE
EM PÉ
UMA BATIDA RÁPIDA NO CORAÇÃO

SE VOCÊ FICAR DOENTE DEPOIS DE
COMER ALIMENTOS CONTAMINADOS
DEPENDE DO ORGANISMO, A
QUANTIDADE DE EXPOSIÇÃO,
SUA IDADE E SUA SAÚDE. OS
GRUPOS DE ALTO RISCO
INCLUEM:
ADULTOS MAIS VELHOS
BEBÊS E CRIANÇAS PEQUENAS
PESSOAS COM DOENÇAS CRÔNICAS

SE DESENVOLVER INTOXICAÇÃO
ALIMENTAR:

DESCANSE E BEBA BASTANTE LÍQUIDO
GERALMENTE, OS MEDICAMENTOS
ANTI-DIARRÉICOS DEVEM SER
EVITADOS PORQUE PODEM RETARDAR
A ELIMINAÇÃO DE ORGANISMOS OU
TOXINAS DE SEU SISTEMA. EM CASO
DE DÚVIDA, CONSULTE O SEU MÉDICO
SOBRE A SUA SITUAÇÃO ESPECÍFICA.
OS LACTENTES OU CRIANÇAS PEQUENAS
NÃO DEVEM RECEBER MEDICAMENTOS
ANTI-DIARRÉICOS DEVIDO A EFEITOS
SECUNDÁRIOS POTENCIALMENTE
GRAVES.
DOENÇAS DE ORIGEM ALIMENTAR
MUITAS VEZES MELHORA POR
CONTA PRÓPRIA DENTRO DE
48 HORAS. CONSULTE O SEU
MÉDICO SE VOCÊ ACHA QUE TEM 
UMA DOENÇA TRANSMITIDA
PELOS ALIMENTOS E SEUS
SINTOMAS TÊM DURADO MAIS
DE DOIS OU TRÊS DIAS. CHAME
IMEDIATAMENTE SE HOUVER 
SANGUE NAS FEZES.

PROCURE ASSISTÊNCIA
MÉDICA DE EMERGÊNCIA SE:

VOCÊ TEM SINTOMAS GRAVES,
COMO DOR ABDOMINAL INTENSA
OU DIARRÉIA AQUOSA QUE SE
TORNA MUITO SANGRENTA EM 24
HORAS.
VOCÊ PERTENCE A UM GRUPO DE
ALTO RISCO.
VOCÊ SUSPEITA DE INTOXICAÇÃO
POR BOTULISMO. O BOTULISMO
É UMA INTOXICAÇÃO ALIMENTAR
POTENCIALMENTE FATAL QUE RESULTA
DA INGESTÃO DE UMA TOXINA FORMADA
POR CERTOS ESPOROS NOS ALIMENTOS.
A TOXINA DO BOTULISMO É MAIS
FREQUENTEMENTE ENCONTRADA
EM ALIMENTOS ENLATADOS EM CASA,
ESPECIALMENTE FEIJÃO VERDE OU
TOMATE. SINAIS E SINTOMAS DE
BOTULISMO GERALMENTE COMEÇAM
12 A 36 HORAS APÓS COMER O
ALIMENTO CONTAMINADO E PODE
INCLUIR DOR DE CABEÇA, VISÃO
TURVA, FRAQUEZA MUSCULAR
E EVENTUAL PARALISIA. ALGUMAS
PESSOAS TÊM NÁUSEAS E VÔMITOS,
CONSTIPAÇÃO, RETENÇÃO URINÁRIA,
DIFICULDADE EM RESPIRAR E BOCA 
SECA. ESTES SINAIS E SINTOMAS
REQUEREM ATENÇÃO MÉDICA IMEDIATA.

FONTE: MAYO CLINIC