Pesquise no blog

sexta-feira, 26 de maio de 2017

INSOLAÇÃO: PRIMEIROS SOCORROS



INSOLAÇÃO OCORRE QUANDO A TEMPERATURA
DO SEU CORPO SOBRE RAPIDAMENTE E VOCÊ
É INCAPAZ DE ESFRIAR. PODE SER FATAL,
CAUSANDO DANOS AO CÉREBRO E OUTROS
ÓRGÃOS VITAIS. PODE SER CAUSADA POR
ATIVIDADE EXTENUANTE NO CALOR OU POR
ESTAR EM UM LUGAR QUENTE POR MUITO TEMPO.

INSOLAÇÃO PODE OCORRER SEM QUALQUER
CONDIÇÃO ANTERIOR RELACIONADA AO
CALOR, COMO EXAUSTÃO POR CALOR.
SINAIS E SINTOMAS DE INSOLAÇÃO
INCLUEM:

FEBRE DE 40° OU MAIOR

ALTERAÇÕES NO ESTADO MENTAL OU
NO COMPORTAMENTO, TAIS COMO,
CONFUSÃO AGITAÇÃO

PELE QUENTE, SECA OU TRANSPIRAÇÃO
PESADA

NÁUSEA E VÔMITO

PELE CORADA

PULSO RÁPIDO

DOR DE CABEÇA

DESMAIO, QUE PODE SER O PRIMEIRO
SINAL EM ADULTO MAIS VELHOS

PROCURAR ATENDIMENTO MÉDICO
DE EMERGÊNCIA

SE SUSPEITAR DE INSOLAÇÃO LIGUE
PARA EMERGÊNCIA LOCAL.

EM SEGUIDA MOVA IMEDIATAMENTE
A PESSOA PARA FORA DO CALOR
E ESFRIÁ-LO COMO EXEMPLO:

COLOQUE A PESSOA EM UMA
BANHEIRA FRIA DE ÁGUA OU UM
CHUVEIRO FRIO

PULVERIZAR COM UMA MANGUEIRA
DE JARDIM

ESPONJA COM ÁGUA FRIA

VENTILADOR

COLOQUE COMPRESSAS DE GELO OU
TOALHAS MOLHADAS FRIAS NO
PESCOÇO, AXILA E VIRILHA

DEIXE A PESSOA BEBER ÁGUA
FRIA, OU BEBIDA NÃO ALCOÓLICA
SEM CAFEINA, SE A PESSOA É CAPAZ

INICIE A RCP SE A PESSOA PERDE
A CONSCIÊNCIA E NÃO APRESENTA
SINAIS DE CIRCULAÇÃO, COMO
RESPIRAÇÃO, TOSSE OU MOVIMENTO.


FONTE: MAYO CLINIC





INFECÇÃO POR ESTAFILOCOCOS


O QUE É UMA INFECÇÃO ESTAFILOCÓCICA?

STAPHYLOCOCCUS AUREUS, OU "STAPH", SÃO
BACTÉRIAS COMUNS QUE NORMALMENTE VIVEM
NA PELE. AS BACTÉRIAS TAMBÉM VIVEM
INOFENSIVAMENTE NAS PASSAGENS NASAIS DE
CERCA DE 30 POR CENTO DA POPULAÇÃO DOS
EUA. STAPH PODE CAUSAR INFECÇÃO QUANDO
ENTRAM NA PELE ATRAVÉS DE UM CORTE OU
FERIDA. A INFECÇÃO TAMBÉM PODE OCORRER
QUANDO AS BACTÉRIAS DE MOVEM PARA
DENTRO DO CORPO ATRAVÉS DE UM
CATETER OU TUBO RESPIRATÓRIO.

STAPHYLOCOCCUS AUREUS, OU
S. EPIDERMIDIS, PODE CAUSAR
MENINGITE ESTAFILOCÓCICA,
UMA INFECÇÃO DAS MEMBRANAS
QUE COBREM O CÉREBRO E A MEDULA
ESPINHAL CAUSADA POR; GERALMENTE
SE DESENVOLVE COMO UMA COMPLICAÇÃO
DE UM PROCEDIMENTO CIRÚRGICO OU UMA
INFECÇÃO TRANSMITIDA PELO SANGUE.

DIAGNÓSTICO

DEPENDENDO DA EXTENSÃO E GRAVIDADE
DOS SEUS SINTOMAS, O SEU MÉDICO PODE
RECOMENDAR OS SEGUINTES TESTES:

- BIÓPSIA DE PELE E CULTURA A PARTIR
DO SÍTIO INFECTADO
- CULTURA DA DRENAGEM(FLUIDO)
DA INFECÇÃO, PARA VER QUAL O ORGANISMO
CRESCE NELE
- CULTURA DE SANGUE
- CULTURA DE ESCARRO ATRAVÉS DA TOSSE
OU BRONCOSCOPIA SE HOUVER PNEUMONIA
OU SUSPEITA
- CULTURA DE URINA SE HOUVER UMA INFECÇÃO
DO TRATO URINÁRIO OU SUSPEITA

TRATAMENTO

O TRATAMENTO DEPENDE DO TIPO DE
INFECÇÃO POR ESTAFILOCOCOS.
ALGUNS REQUEREM ANTIBIÓTICOS
INTRAVENOSOS.


FONTE: JOHNS HOPKINS MEDICINA





domingo, 14 de maio de 2017

FELIZ DIA DAS MÃES!

SER MÃE...

É TER ALTRUÍSMO PARA DEDICAR
O SEU TEMPO AO FILHO.
É ACORDAR CEDO, DEIXAR O
FILHO NA ESCOLA, ORGANIZAR
O DIA, TRABALHAR,LAVAR
ROUPAS, PAGAR CONTAS,
PREPARAR AS REFEIÇÕES,
AJUDAR AS CRIANÇAS COM
SUAS LIÇÕES DE CASA, DAR
O MELHOR DE SI MESMA.

AMOR MAIS FORTE QUE TUDO,
MAIS OBSTINADO QUE TUDO,
MAIS DURADOURO QUE TUDO,
É SOMENTE AMOR DE MÃE.

É UM RECONHECIMENTO QUE
SE CONSEGUE COM A ENERGIA
DE AMAR, GERAR, CUIDAR,
ACOMPANHAR E PROTEGER
COM DEVOÇÃO AOS FILHOS.
É TER UM AMOR INCONDICIONAL,
DESDE A GRAVIDEZ POR
ALGUÉM QUE AINDA NÃO
CONHECEMOS, MAS QUE JÁ
OCUPA O LUGAR MAIS
IMPORTANTE NA NOSSA VIDA.

É AGRADECER A DEUS A
CADA INSTANTE A DÁVIDA
DE TER UM FILHO.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

HÉRNIA DE DISCO



SUA ESPINHA É COMPOSTA DE OSSOS
CHAMADOS VÉRTEBRAS. AS VÉRTEBRAS
FORMAM UMA COLUNA QUE PROTEGE A
MEDULA ESPINHAL. ENTRE CADA UMA
DAS VÉRTEBRAS É UM DISCO 
ALMOFADADO. ESSES DISCOS PERMITEM
QUE SUAS COSTAS FLEXIONEM, ASSIM
VOCÊ PODE DOBRAR, GIRAR E ALCANÇAR.

UMA HÉRNIA DE DISCO É UM DISCO
QUE SE DESLOCOU DE SEU LUGAR
ENTRE AS VÉRTEBRAS. ÀS VEZES É
REFERIDO COMO UM DISCO DESLIZADO.
EM ALGUNS CASOS, O DISCO PODE
PROTUBERÂNCIA OU MESMO RUPTURA.

UMA HÉRNIA, ABAULAMENTO OU RUPTURA
DE DISCO PODE EXERCER PRESSÃO SOBRE
OS NERVOS DA MEDULA ESPINHAL, E QUE
A PRESSÃO PODE RESULTAR EM DOR,
DORMÊNCIA OU FRAQUEZA.

OS DISCOS HERNIADOS OCORREM
MAIS FREQUENTEMENTE NA PARTE
INFERIOR DAS COSTAS. O PESCOÇO
TAMBÉM UM LOCAL COMUM.

SINTOMAS

DOR DE UMA HÉRNIA DE DISCO
GERALMENTE OCORRE EM UM LADO
DO SEU CORPO.

UMA HÉRNIA DE DISCO EM SUA
PARTE INFERIOR DAS COSTAS
PODE CAUSAR DOR AGUDA
EM SUA PERNA, QUADRIL OU
NÁDEGAS. VOCÊ PODE TER
DORMÊNCIA EM OUTRO LUGAR.
SUA PERNA TAMBÉM PODE SE
SENTIR FRACA.
UM HÉRNIA DE DISCO EM SEU
PESCOÇO OU PERTO DE SUA
OMOPLATA. A DOR TAMBÉM
PODE SE MOVER PARA O 
BRAÇO, ANTEBRAÇOS E
DEDOS. TAMBÉM PODE HAVER
DORMÊNCIA NO OMBRO,
COTOVELO, ANTEBRAÇOS E
DEDOS.
A DOR É MUITAS VEZES LEVE 
NO INÍCIO, MAS ATIVIDADES
COMUNS, COMO FICAR DE PÉ
SENTADO, ANDAR, ALCANÇAR,
DORMIR, TOSSIR, ESPIRRAR
E RIR PODE FAZER A DOR PIORAR.

CAUSAS E FATORES DE RISCO

UM DISCO HERNIADO OU ROMPIDO
É CAUSADO POR UMA LESÃO OU
TENSÃO NO DISCO. OS RISCOS
MAIS COMUNS PARA UM DISCO
DE SE TORNAR UMA HÉRNIA
INCLUEM:

OBESIDADE

PARTICIPAÇÃO EM ESPORTES

LEVANTAR OBJETOS PESADOS

UMA HISTÓRIA DE HERNIA
DE DISCO EM SUA FAMÍLIA

OPÇÕES DE TRATAMENTO

QUANDO O SEU MÉDICO DECIDE 
TRATAR UMA HÉRNIA DE DISCO
DEPENDE DA GRAVIDADE DOS DANOS
AO DISCO. POSSÍVEIS OPÇÕES DE
TRATAMENTO INCLUEM:

MEDICAMENTOS ANTI FLAMATÓRIOS

MUDANÇA DE ESTILO DE VIDA,
INCLUINDO DIETA E EXERCÍCIOS

FISIOTERAPIA

INJEÇÕES

A CIRURGIA TAMBÉM PODE SER
UMA OPÇÃO SE OUTROS TRATAMENTOS
NÃO FUNCIONAREM.

 FONTE: UNIVERSITY OF IOWA
HOSPITALS & CLINICS





sábado, 6 de maio de 2017

QUAL É O PAPEL DO SEU PÂNCREAS NA DIGESTÃO?



SEU PÂNCREAS TEM UM PAPEL IMPORTANTE
NA DIGESTÃO. ELE ESTÁ LOCALIZADO 
DENTRO DO SEU ABDÔMEN, LOGO ATRÁS
DE SEU ESTÔMAGO. É SOBRE O
TAMANHO DE SUA MÃO. DURANTE A
DIGESTÃO, O PÂNCREAS PRODUZ
SUCOS PANCREÁTICOS CHAMADOS
ENZIMAS.
ESTAS ENZIMAS QUEBRAM OS
AÇÚCARES, GORDURAS E AMIDOS.
SEU PÂNCREAS TAMBÉM AJUDA O
SISTEMA DIGESTIVO, FAZENDO
HORMÔNIOS.
ESTES SÃO MENSAGEIROS QUÍMICOS
QUE VIAJAM PELO SEU SANGUE.
OS HORMÔNIOS PANCREÁTICOS 
AJUDAM A REGULAR SEUS NÍVEIS
DE AÇÚCAR NO SANGUE E
APETITE, ESTIMULAM OS ÁCIDOS
DO ESTÔMAGO E DIZEM AO
SEU ESTÔMAGO QUANDO ESVAZIAR.

ENZIMAS PANCREÁTICAS

SEU PÂNCREAS CRIA SUMOS NATURAIS
CHAMADOS ENZIMAS PANCREÁTICAS
PARA QUEBRAR OS ALIMENTOS. ESTES
SUCOS VIAJAM ATRAVÉS DE SEU
PÂNCREAS ATRAVÉS DE DUTOS.
ESTAS SÃO AS DIFERENTES ENZIMAS:

LIPASE

ESTA ENZIMA FUNCIONA EM CONJUNTO
COM A BILE, QUE PRODUZ O SEU
FÍGADO, PARA QUEBRAR A GORDURA
EM SUA DIETA. SE VOCÊ NÃO TIVER
LIPASE SUFICIENTE, SEU CORPO
TERÁ PROBLEMAS PARA ABSORVER A
GORDURA E AS VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS
IMPORTANTES ( A, D, E, K ). OS SINTOMAS
DE MÁ ABSORÇÃO DE GORDURA INCLUEM
DIARREIA E MOVIMENTOS INTESTINAIS
GORDUROSOS.

PROTEASE

ESTA ENZIMA DIVIDE PROTEÍNAS EM
SUA DIETA. ELE TAMBÉM AJUDA A
PROTEGÊ-LO DE GERMES QUE PODEM
VIVER EM SEUS INTESTINOS, COMO
CERTAS BACTÉRIAS E LEVEDURAS.
AS PROTEÍNAS NÃO DIGERIDAS
PODEM CAUSAR REAÇÕES ALÉRGICAS
EM ALGUMAS PESSOAS

AMILASE

ESTA ENZIMA AJUDA A QUEBRAR AMIDOS
EM AÇÚCAR, QUE SEU CORPO PODE USAR
PARA A ENERGIA. SE VOCÊ NÃO TIVER
AMILASE SUFICIENTE, VOCÊ PODE
OBTER DIARREIA DE CARBOIDRATOS
NÃO DIGERIDOS

HORMÔNIOS PANCREÁTICOS

MUITOS GRUPOS DE CÉLULAS PRODUZEM
HORMÔNIOS DENTRO DO PÂNCREAS.
AO CONTRÁRIO DAS ENZIMAS QUE SÃO
LIBERADAS EM SEU SISTEMA DIGESTIVO,
OS HORMÔNIOS SÃO LIBERADOS EM SEU
SANGUE E CARREGAM MENSAGENS A
OUTRAS PARTES DE SEU SISTEMA DIGESTIVO.
OS HORMÔNIOS PANCREÁTICOS INCLUEM:

INSULINA

GLUCAGON

GASTRINA E AMILINA

PROBLEMAS PANCREÁTICOS COMUNS
E DIGESTÃO

DIABETES, PANCREATITE E CÂNCER
PANCREÁTICO SÃO TRÊS PROBLEMAS
COMUNS QUE AFETAM O PÂNCREAS.


SEU PÂNCREAS É IMPORTANTE PARA DIGERIR
ALIMENTOS E GERENCIAR SEU USO DE
AÇÚCAR PARA OBTER ENERGIA APÓS A
DIGESTÃO. SE TIVER QUAISQUER 
SINTOMAS DE PROBLEMAS DE
DIGESTÃO PANCREÁTICA, COMO
PERDA DE APETITE, DOR ABDOMINAL
FEZES GORDUROSAS OU PERDA DE
PESO, CONTACTE O SEU MÉDICO.


FONTE: JOHNS HOPKINS 
MEDICINE








REFLEXO VERMELHO: O QUE É?






EXAME OCULAR REALIZADO EM RECÉM-NASCIDO
COM OFTALMOSCÓPIO DIRETO

QUANDO REALIZAR?

ANTES DA ALTA HOSPITALAR E EM CONSULTAS
DE PUERICULTURA AOS 3 MESES, 6 MESES E
12 MESES DE VIDA

POR QUE?

DIAGNOSTICAR PRECOCEMENTE SITUAÇÕES
QUE LEVAM À AUSÊNCIA DO REFLEXO
VERMELHO- COMO A LEUCOCORIA
(PUPILA BRANCA) CAUSADA PELA
PRESENÇA DE CATARATA CONGÊNITA,
OPACIDADE CONGÊNITA DE CÓRNEA,
GLAUCOMA CONGÊNITO ENTRE OUTRAS

QUEM REALIZA?

NEONATOLOGISTAS/PEDIATRAS

COMO REALIZAR?

SALA ESCURECIDA (FACILITA SUA OBSERVAÇÃO)
OFTALMOSCÓPIO DIRETO A UMA DISTÂNCIA
DE 50 CM
ILUMINAR OS OLHOS DA CRIANÇA COM A
LUZ DO OFTALMOSCÓPIO EM DIREÇÃO
À PUPILA
OLHAR PELO ORIFÍCIO EXISTENTE NA
CABEÇA DO OFTALMOSCÓPIO
OBSERVAR UM BRILHO ATRAVÉS DA
PUPILA, QUE NORMALMENTE É
LARANJA AVERMELHADO
O OFTALMOSCÓPIO PODE SER
UTILIZADO COM A LENTE EM
+ 4,00 OU SER AJUSTADO A
UMA GRADUAÇÃO QUE FACILITE
A OBSERVAÇÃO DO REFLEXO
VERMELHO

O QUE FAZER?

ANOTAR NA CADERNETA DE SAÚDE
DA CRIANÇA E REFERIR, O MAIS
BREVE POSSÍVEL, A UM OFTALMOLOGISTA
OS CASOS DE REFLEXO VERMELHO 
DUVIDOSOS OU AUSENTES

LEMBRETE

MÉTODO DE CREDÈ: DEVE SER
REALIZADO DURANTE A PRIMEIRA
HORA DE VIDA COM COLÍRIO DE
NITRATO DE PRATA A 1% QUE
DEVERÁ SER GUARDADO FORA
DA EXPOSIÇÃO SOLAR

RINOPATIA DA PREMATURIDADE:

SEGUIMENTO OBRIGATÓRIO PELO
OFTALMOLOGISTA DOS RECÉM-
NASCIDOS COM PESO DE NASCIMENTO
MENOR QUE 1.500G E IDADE GESTACIONAL
INFERIOR A 32 SEMANAS DE VIDA, COM
A REALIZAÇÃO DE FUNDO DE OLHO
ENTRE A 4ª E 6ª SEMANA DE VIDA.
DEVE-SE CONSIDERAR A
EXISTÊNCIA DE RISCO TAMBÉM
EM OUTROS PRÉ-TERMOS

INFECÇÃO CONGÊNITA:

SOLICITAR A AVALIAÇÃO
OFTALMOLÓGICA.

FONTE: GOVERNO DO ESTADO
DE SÃO PAULO