Pesquise no blog

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

ALCOOLISMO

ALCOOLISMO

ALCOOLISMO É A PRINCIPAL CAUSA
DE AFASTAMENTO POR TRATAMENTO
MENTAL.(USP)
DADOS DO INSTITUTO NACIONAL DO
SEGURO SOCIAL(INSS) APONTAM QUE
O ALCOOLISMO É O PRINCIPAL MOTIVO
DE PEDIDOS DE AUXÍLIO- DOENÇA POR
TRANSTORNO MENTAIS E
COMPORTAMENTAIS POR USO
DE SUBSTÂNCIAS ALCOÓLICAS.


COMO MEDIR UM RECÉM NASCIDO NO BERÇÁRIO

DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS...COMUNICADO COREN

MEDICAMENTOS

" NÃO CABE AOS PROFISSIONAIS
DE ENFERMAGEM A DISPENSAÇÃO
DE MEDICAMENTOS POR SER TRATAR
DE  AÇÃO PRIVATIVA DO
PROFISSIONAL FARMACÊUTICO ".

ALEITAMENTO MATERNO ORIENTAÇÕES...

ALEITAMENTO MATERNO

SÓ LEITE DO PEITO ATÉ OS 6 MESES
É A REGRA

O LEITE MATERNO É O MELHOR E MAIS
ADEQUADO ALIMENTO PARA O BEBÊ
DESDE O NASCIMENTO ATÉ OS
PRIMEIROS MESES. PODE SER DADO
SOZINHO ATÉ OS 6 MESES DE IDADE E
NORMALMENTE NÃO NECESSITA DE
NENHUM COMPLEMENTO OU OUTROS
ALIMENTOS ATÉ ESTA IDADE. RECOMENDA-SE
DAR, QUANDO POSSÍVEL, ATÉ OS 2 ANOS
DE IDADE, PELO MENOS. SÓ ELE É CAPAZ
DE PASSAR PROTEÇÃO PARA O BEBÊ,
ATRAVÉS DE ANTICORPOS, MELHORANDO
SUA IMUNIDADE E EVITANDO ALERGIAS E
INFECÇÕES, DIMINUINDO O RISCO DE
MORTALIDADE INFANTIL, ALÉM DE
DIMINUIR O RISCO DE OBESIDADE
NO FUTURO. ASSIM, QUANTO MENOS
TEMPO O BEBÊ MAMAR NO PEITO, MAIOR
O RISCO DELE FICAR DOENTE E MORRER.
EM CASO DE IMPEDIMENTO EM DAR O
LEITE MATERNO (MÃE COM AIDS, USO
DE DROGAS OU ALGUNS MEDICAMENTOS
PELA MÃE QUE PODEM FAZER MAL PARA
O BEBÊ, DOENÇA INCAPACITANTE NA
MÃE OU TRABALHO MATERNO), AS
FÓRMULAS LÁCTEAS PRÓPRIAS PARA
O BEBÊ, PRIMEIRO SEMESTRE ATÉ OS
6 MESES E SEGUNDO SEMESTRE DOS
6 MESES ATÉ 1 ANO DE IDADE, SÃO A
PRIMEIRA OPÇÃO. EM CASOS DE
INTOLERÂNCIA À LACTOSE, LEITES
ESPECIAIS SEM ESTE COMPONENTE
DEVEM SER USADOS (EX.LEITE SEM
LACTOSE) OU O LEITE DE SOJA À PARTIR
DE 6 MESES. NO CASO  DE ALERGIA À
PROTEÍNA DO LEITE DE VACA, SOMENTE
LEITES ESPECIAIS OU LEITE DE SOJA
DEVEM SUBSTITUIR O LEITE MATERNO.
OS LEITES DE VACAS INTEGRAIS
(CAIXINHA, SAQUINHO, INCLUINDO O
DO POSTO, EM PÓ, APESAR DE NÃO SEREM
CONTRA INDICADOS, NÃO SÃO
RECOMENDADOS ANTES DO 1° ANO DE IDADE,
PRINCIPALMENTE NOS PRIMEIROS 6 MESES,
DEVIDO AO EXCESSO DE CÁLCIO E
PROTEÍNA QUE PODEM SOBRECARREGAR
OS RINS DO BEBÊ, ALÉM DO RISCO DE CAUSAR
ANEMIA PELO IMPEDIMENTO NA ABSORÇÃO
DO FERRO. OS LEITES DESNATADOS OU
SEMI-DESNATADOS TAMBÉM NÃO SÃO
INDICADOS PARA ESTAS IDADES. O LEITE
DE CABRA TAMBÉM PODE LEVAR A ANEMIA
POIS  É POBRE EM ÁCIDO FÓLICO.
OS LEITES IN NATURA(DO SÍTIO) NÃO
ESTÃO INDICADOS NEM MESMO PARA
NOSSO CONSUMO, CONTÉM EXCESSO
DE GORDURA, CÁLCIO E PROTEÍNA
E COMO NÃO SÃO PASTEURIZADOS
(DIFERENTE DE SÓ FERVIDOS), PODEM
CONTER MICRO ORGANISMOS, QUE
PODEM CAUSAR DESDE DIARREIA ATÉ
MESMO OURAS INFECÇÕES MAIS
GRAVES PARA O BEBÊ, AUMENTANDO
ASSIM O RISCO DE DOENÇA E MORTE.
O ALEITAMENTO CRUZADO (LEITE DE
OUTRA MÃE) NÃO É RECOMENDADO
PELO RISCO DE TRANSMISSÃO DE
DOENÇA (ESPECIALMENTE AIDS) PARA
O BEBÊ, SE ESTA ESTIVER INFECTADA.
O LEITE MATERNO DE OUTRA MÃE SÓ
É RECOMENDÁVEL EM SERVIÇOS DE
BANCO DE LEITE HUMANO, GERALMENTE
EXISTENTES EM MATERNIDADES.

OS OUTROS ALIMENTOS

ESTÁ DEMONSTRADO EM ESTUDOS E
PESQUISAS CIENTÍFICAS QUE A INTRODUÇÃO
ANTES DO TEMPO RECOMENDADO DE
OUTROS ALIMENTOS ALÉM DO LEITE AO
BEBÊ NÃO CONTRIBUI EM NADA COM A
SAÚDE E MELHOR DESENVOLVIMENTO DELE.
PELO CONTRÁRIO, PODE CAUSAR DESDE
INTOLERÂNCIA ATÉ SINTOMAS
GASTROINTESTINAIS, ALÉM DE INDUZIR
AO RISCO DE OBESIDADE FUTURA, POR
UMA OFERTA CALÓRICA MAIOR DO QUE
A NECESSÁRIA.
À PARTIR DO 6° MÊS, AÍ SIM, O SISTEMA
DIGESTÓRIO DO BEBÊ JÁ ESTARÁ PREPARADO
PARA RECEBER OUTROS ALIMENTOS, ALÉM
DO LEITE. ESTA INTRODUÇÃO DEVE SER
PROGRESSIVA (COMECE COM SUCO NATURAL
DE FRUTAS, LOGO APÓS, A FRUTA RASPADA, EM
SEGUIDA SOPINHA, DEPOIS PAPINHA COM
POUCO OU NENHUM SAL E NA SEQUENCIA
ALIMENTOS MAIS CONSISTENTES E SÓLIDOS
(AMASSADOS), TOMANDO MUITO CUIDADO
COM ALIMENTOS QUE PODEM CAUSAR
ENGASGO E ASPIRAÇÃO COMO GRÃOS
INTEIROS (ARROZ, FEIJÃO, MILHO, ETC..)
PEDAÇOS DE CARNE, LEGUMES OU
FRUTAS GRANDES OU INTEIRAS
(UVA, POR EXEMPLO). INICIE DANDO
PRIMEIRAMENTE UMA VEZ AO DIA
(NO ALMOÇO) E QUANDO ESTIVER
ACEITANDO BEM, PASSE A DAR 2
VEZES AO DIA PELO MENOS
(ALMOÇO E JANTAR).
OBSERVAÇÕES

- QUANDO AMAMENTANDO NO
PEITO O BEBÊ QUER MAMAR QUASE TODA
A HORA, DEPOIS VAI  ESPAÇANDO
( VAI MAMAR MAIOR QUANTIDADE E
MENOS VEZES)
- NÃO EXISTE LEITE MATERNO FRACO,
O QUE PODE HAVER É QUANTIDADE DE
LEITE INSUFICIENTE.
- PARA ISSO, EXISTEM MEDICAMENTOS
QUE A MÃE PODE TOMAR PARA AUMENTAR
A PRODUÇÃO DE LEITE, ALÉM DELA
PRECISAR TOMAR BASTANTE
LÍQUIDOS E COLOCAR O BEBÊ PARA
SUGAR AMBOS OS PEITOS.
- O USO DE CHUPETA E/OU BICO , DE
MAMADEIRA PODE ATRAPALHAR A
AMAMENTAÇÃO POIS COMO SÃO
DIFERENTES  DO BICO DOS PEITOS
O BEBÊ ACABA ACOSTUMANDO
COM OS PRIMEIROS, NÃO PEGANDO
MAIS OS PEITOS E/OU FAZENDO O
LEITE SECAR POR NÃO SUGA-LOS
ADEQUADAMENTE, DEIXANDO DE
TER ESTÍMULO PARA A PRODUÇÃO
E DESCIDA DO LEITE.
- SABEMOS SE O LEITE ESTÁ
SUSTENTANDO PELO GANHO DE
PESO ADEQUADO DO BEBÊ E PELA
SACIEDADE DO MESMO APÓS MAMAR.

AUTORIA: DR RUBENS M.KATO
MÉDICO PEDIATRA E INTENSIVISTA
PEDIÁTRICO E NEONATAL

SWAB RETAL

MATERIAL PARA CULTURA
COLOCAR EM UMA BANDEJA

- 1 FRASCO COM SWAB
- 1 PAR DE LUVAS DE PROCEDIMENTO

PROCEDIMENTO
1- LAVAGEM DAS MÃOS
2- REUNIR O MATERIAL
3- LEVAR O MATERIAL AO QUARTO
DO CLIENTE
4- EXPLICAR AO CLIENTE E FAMILIAR
O PROCEDIMENTO
5- LAVAGEM DAS MÃOS
6- CALÇAR AS LUVAS
7- RETIRAR O SWAB DO FRASCO
DE PROTEÇÃO
8- INTRODUZIR COM CUIDADO
3 CM, DO SWAB  NO ÂNUS,
FAZENDO MOVIMENTOS DE
ROTAÇÃO
9- RECOLOCAR O SWAB NO
FRASCO DE PROTEÇÃO
10- DESPREZAR AS LUVAS
11- LAVAGEM DAS MÃOS
12- IDENTIFICAR O FRASCO:
ETIQUETA DE IDENTIFICAÇÃO
DO CLIENTE MATERIAL E
DATA DE COLETA
13- ENCAMINHAR O MATERIAL
AO LABORATÓRIO
14- ANOTAR NO PRONTUÁRIO O
PROCEDIMENTO REALIZADO E
INTERCORRÊNCIAS.


quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

HORA DO SONO...

SONINHO

ENTRE 2 A 3 ANOS OS PERÍODOS DE
SESTA DURANTE O DIA TENDEM A
DIMINUIR OU ACABAR.
A DIFICULDADE DA SEPARAÇÃO
DOS PAIS REFLETE NA ANSIEDADE
NA DIFICULDADE DE DORMIR
E NOS MEDOS NOTURNOS.
DURANTE A INFÂNCIA A CRIANÇA
VIVE CONSTANTE MODIFICAÇÃO
DO SONO.

ESQUISTOSSOMOSE

ESQUISTOSSOMOSE

DOENÇA MUITO COMUM EM VÁRIOS ESTADOS
BRASILEIROS, RECEBE TAMBÉM O NOME DE
BARRIGA D' ÁGUA PORQUE NA FASE CRÔNICA
O PACIENTE DESENVOLVE ASCITE, OUTRO
NOME " MAL DO CARAMUJO".
CAUSADA POR PLATELMINTOS, AS
PESSOAS SÃO CONTAMINADAS POR
NADAR, TOMAR BANHO NAS
ÁGUAS CONTAMINADAS.
AS LARVAS DENOMINADAS
CERCÁRIAS DESENVOLVEM E SÃO
LIBERADAS NA ÁGUA EM CONTATO
COM A PELE E MUCOSA PENETRAM
NO ORGANISMO HUMANO E CAUSAM
COCEIRA E VERMELHIDÃO(TIPO
URTICARIA).

TRANSMISSÃO
O HOMEM SE CONTAMINA TODAS AS
VEZES QUE ENTRAR EM CONTATO
COM COLEÇÕES DE ÁGUA DOCE
CONTAMINADAS COM CERCARIAS
ONDE OCORRE A PENETRAÇÃO
ATRAVÉS DA PELE E DA MUCOSA.

PREVENÇÃO
- SANEAMENTO BÁSICO
- COMBATE AOS CARAMUJOS
- EVITAR CONTATO COM
ÁGUA DE REPRESA
- EVITAR CONTATO
COM ÁGUA DE ENXURRADA

SINTOMAS
FASE AGUDA- DIARREIA, TOSSE
VÔMITO E EMAGRECIMENTO
FASE CRÔNICA- GERALMENTE
ASSINTÓMATICO



BANHO DO BEBÊ

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

HORA DO BANHO DO BEBÊ...

BANHO DO BEBÊ

VAMOS PREPARAR O BANHO...

VAMOS PRECISAR DE ALGUNS ITENS...

1°-  FRALDA
2°- ALGODÃO
3°- ÁLCOOL A 70%
4°- TOALHA
5°- ROUPAS
6°- SABONETE NEUTRO LÍQUIDO
7°- ESCOVA DE CABELO
8°- COTONETE

FECHE PORTA E JANELAS
BANHEIRA PRÓXIMA DO TROCADOR
A ÁGUA PRECISA DEVE ESTAR EM
TEMPERATURA DE 36 E 36,8°C
CALCE A LUVA DE PROCEDIMENTO
E RETIRE O EXCESSO DE CREME E
SUJIDADE DA REGIÃO GENITAL
LIMPE O BEBÊ
TROQUE A LUVA
LAVE O ROSTO SEM SABONETE
LAVE A CABEÇA
LAVE TODAS AS DOBRINHAS
LAVE O COTO UMBILICAL
VIRE O BEBÊ
LAVE A REGIÃO POSTERIOR
DO TÓRAX E GLÚTEO
RETIRE DA ÁGUA
SEQUE O BEBÊ SUAVEMENTE
TROQUE O BEBÊ

LIMPE O COTO UMBILICAL COM
ÁLCOOL A 70%
ESCOVE O CABELO
ENCAMINHE AO SEIO MATERNO



NATAÇÃO NA GRAVIDEZ

NATAÇÃO NA GRAVIDEZ

A NATAÇÃO E UM DOS MELHORES
ESPORTES PARA AS MAMÃES GRÁVIDAS,
BENEFICIA NÃO SOMENTE A MÃE , MAS
TAMBÉM O BEBÊ, QUANDO OS
NUTRIENTES E OXIGÊNIO CHEGA PARA
O BEBÊ.
- OS BENEFÍCIOS SÃO MUITOS, A IMERSÃO
TEM EFEITOS RELAXANTE
- AS MULHERES PASSAM A TER MAIS
ENERGIA.
ALGUMAS DICAS:
EVITAR SE MOVIMENTAR APÓS
GRANDES REFEIÇÕES
MANTER-SE HIDRATADA,
BEBER LIQUIDO COM
FREQUÊNCIA, ÁGUA,
SUCO NATURAL.
EVITAR NADAR SE
HOUVER SANGRAMENTO
PROCURANDO SEU MÉDICO
NA PISCINA RESPIRAR CALMA,
E NÃO SE CANSAR MUITO.

CLISTER (FLEET ENEMA)

CLISTER

O INTESTINO, PORÇÃO FINAL DO TRATO
DIGESTIVO TEM COMO FUNÇÃO:
ABSORVER NUTRIENTES, ÁGUA E
ELIMINAR PARTES NÃO
APROVEITÁVEIS ATRAVÉS DA
EVACUAÇÃO.
AS FEZES FORMAM-SE DO BOLO
ALIMENTAR NÃO DIGERÍVEL,
BACTÉRIAS E CÉLULAS DA
MUCOSA, SENDO IMPULSIONADOS
ATRAVÉS DO INTESTINO EM SENTIDO
AO ÂNUS PELOS MOVIMENTOS
PERISTÁLTICOS.
A CONSTIPAÇÃO SE REFERE A UMA
ANORMALIDADE DA DEFECAÇÃO
E O ENDURECIMENTO ANORMAL
DAS FEZES, NECESSITANDO DE
SOLUÇÕES POR VIA ANAL PARA
ESTIMULAR SUA ELIMINAÇÃO.

CLISTER
É A INTRODUÇÃO DE UMA SOLUÇÃO
COM VOLUME ATÉ 500 ML NO
RETO, PARA O ESVAZIAMENTO.

OBJETIVO:PREPARAR O CLIENTE PARA EXAMES
REMOVER FEZES ACUMULADAS
ALIVIAR CONSTIPAÇÃO

MATERIAIS:
- FLEET ENEMA OU SOLUÇÃO
PRESCRITA AQUECIDA
- LUVAS DE PROCEDIMENTO
- GEL ANESTÉSICO
- GASES NÃO ESTÉRIL

PROVIDENCIAR:- LENÇOL
-COMADRE
-LENÇOL IMPERMEÁVEL
- MATERIAL PARA HIGIENE
ÍNTIMA

PROCEDIMENTO
1- LAVAGEM DA MÃOS
2- REUNIR O MATERIAL
3- EXPLICAR AO CLIENTE E
FAMILIAR O PROCEDIMENTO
4- MANTER PRIVACIDADE
DO CLIENTE
5- FORRAR A CAMA COM O
LENÇOL MÓVEL IMPERMEÁVEL
E COM O LENÇOL MÓVEL DE
ALGODÃO (TRAVESSA)
6- COLOCAR O CLIENTE EM
POSIÇÃO DE SIMS
(DECÚBITO LATERAL ESQUERDO
COM O MEMBRO INFERIOR DIREITO
EM FLEXÃO E O MEMBRO INFERIOR
ESQUERDO ESTENDIDO OU
FLEXIONADO.
7- MANTER A CABECEIRA DA
CAMA ABAIXADA
8- LAVAGEM DAS MÃOS
9- CALÇAR AS LUVAS DE
PROCEDIMENTO
10- RETIRAR A TAMPA DO
FRASCO DE CLISTER
11-LUBRIFICAR A CÂNULA DO
FRASCO COM GEL
12- INSERIR SUAVE A CÂNULA
NO RETO, UTILIZANDO GAZE
13- INTRODUZIR O LÍQUIDO
COMPRIMINDO O FRASCO
ATÉ A SAÍDA DO VOLUME
14- RETIRAR A CÂNULA
DO RETO
15- ORIENTAR O CLIENTE A
MANTER A POSIÇÃO ATÉ
VONTADE FORTE DE EVACUAR.
16- RECOLHER O MATERIAL
17- DESPREZAR AS LUVAS
18-  LAVAGEM DAS MÃOS
19- AUXILIAR O CLIENTE A IR
AO BANHEIRO OU COLOCAR
A COMADRE
20- OBSERVAR E ANOTAR A
CARACTERÍSTICA DAS FEZES
21- AUXILIAR OU REALIZAR
HIGIENE INTIMA SE NECESSÁRIO
22- CHECAR NA PRESCRIÇÃO MÉDICA
23- ANOTAR INTERCORRÊNCIAS





ANTIBIÓTICO NA INFÂNCIA...RUIM? OU BOM?

ANTIBIÓTICO

ANTIBIÓTICO NA INFÂNCIA..RUIM? OU BOM?

ALGUMAS PESSOAS ACHAM QUE O
USO DE ANTIBIÓTICO PODEM
PREJUDICAR OS DENTES, ANEMIA,
OU BAIXAR IMUNIDADE.
O ANTIBIÓTICO QUANDO INDICADO
CORRETAMENTE PELO MÉDICO É
BOM PARA O TRATAMENTO DE
UMA INFECÇÃO POR BACTÉRIAS,
MAS QUANDO A MÃE FAZ O
USO DO MEDICAMENTO SEM
A RECEITA E INDICAÇÃO
MÉDICA E RUIM.
O USO INCORRETO DE
ANTIBIÓTICOS AUMENTA
A RESISTÊNCIA ÀS BACTÉRIAS,
QUANDO USA-SE VÁRIAS VEZES
O MESMO ANTIBIÓTICO, PARA
TRATAMENTO SEM ORIENTAÇÃO
DO PEDIATRA.
AS VACINAS E OS HÁBITOS
SAUDÁVEIS AJUDAM A
PREVENIR AS DOENÇAS.
OS ANTIBIÓTICOS NÃO
COMBATEM INFECÇÕES
VIRAIS E GRIPES.
NÃO ESQUEÇA ANTES DE
MEDICAR A CRIANÇA
LAVAR AS MÃOS COM
ÁGUA E SABÃO PARA
EVITAR A DISSEMINAÇÃO
DE BACTÉRIAS E VÍRUS.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

POSIÇÕES PARA EXAMES E TRATAMENTO


HIGIENIZAÇÃO DE MAMADEIRAS

MAMADEIRAS

HIGIENIZAÇÃO DE MAMADEIRAS

-
SEPARAR TODAS  AS PARTES DA
MAMADEIRA E ENXAGUAR EM ÁGUA
FRIA INDIVIDUALMENTE;
- IMERGIR EM 
SOLUÇÃO DE DETERGENTE
COM ÁGUA MORNA;
- DEIXAR DE MOLHO E
 DESPREZAR ESTA SOLUÇÃO DE
IMERSÃO;
- LAVAR CADA PARTE COM ESCOVA
APROPRIADA
- ENXAGUAR EM ÁGUA CORRENTE
- EMBORCA-LOS PARA ESCORRER A
ÁGUA;
- COLOCAR EM UMA PANELA OS
FRASCOS, BICOS, PROTETORES E
ARRUELAS E FERVER POR 10
MINUTOS;
-RETIRAR AS MAMADEIRAS-
GUARDAR EM RECIPIENTES
PLÁSTICOS PRÉ-HIGIENIZADOS
COM TAMPA OS FRASCOS
BICOS E ARRUELAS NA GELADEIRA
ATÉ O MOMENTO DA UTILIZAÇÃO
(USO 
PARA MAMÃE EM CASA)
- SOLUÇÃO DESINFETANTE OU
CLORADA: 1 COLHER DE (SOPA)
CHEIA DILUÍDO EM 10 LITROS
DE ÁGUA(USO EM HOSPITAL)

OBSERVAÇÃO: ESTA ORIENTAÇÃO
É PARA A MAMÃE FAZER NA SUA
CASA , NO HOSPITAL, BANCO DE
DE LEITE O TRATAMENTO É
DIFERENCIADO.



A HOSPITALIZAÇÃO E A CRIANÇA

HOSPITALIZAÇÃO

A HOSPITALIZAÇÃO E SEUS EFEITOS
SOBRE A CRIANÇA

PARA COMPREENDER AS REAÇÕES DA
CRIANÇA FRENTE À DOENÇA E À
HOSPITALIZAÇÃO, DEVE-SE TER UMA
NOÇÃO DE SUAS CARACTERÍSTICAS
PSICOLÓGICAS E SOCIAIS EM CADA
UMA DAS FAIXAS ETÁRIAS.

COMO LIDAR COM OS AGRAVOS
QUE PODEM SURGIR DA
HOSPITALIZAÇÃO DA
CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

-
DAR CARINHO E ATENÇÃO A
TODAS AS CRIANÇAS,
PARTICULARMENTE ÀS  QUE
CORREM RISCO DE CARÊNCIA
AFETIVA: AS DESACOMPANHADAS
AS COM DOENÇA GRAVE, AS
INCONSCIENTES, AS EM
ISOLAMENTO E OUTRAS.
- COLABORAR COM AS MÃES
QUE ESTEJAM FISICAMENTE
CANSADAS POIS O DESGASTE
E CANSAÇO FÍSICO INTERFEREM
NEGATIVAMENTE NA RELAÇÃO
COM A CRIANÇA.
- PROCURAR CONHECER E
COMPREENDER AS REAÇÕES
ESPERADAS, TANTO AS DA
CRIANÇA COMO AS DA
FAMÍLIA, QUE  GERALMENTE
OCORREM NA HOSPITALIZAÇÃO
(MEDO, DEPRESSÃO,
AGRESSIVIDADE), PREPARANDO-SE
PARA LIDAR ADEQUADAMENTE
COM ELAS.
- ENSINAR E ESTIMULAR AS CRIANÇAS
E OS PAIS AO AUTOCUIDADO.
- FACILITAR A ADAPTAÇÃO DA
CRIANÇA AO AMBIENTE HOSPITALAR
PERMITINDO, SEMPRE QUE POSSÍVEL,
QUE TRAGA DE CASA UM BRINQUEDO
OU OBJETO IMPORTANTE PARA ELA.
ESTIMULAR SUA INTERAÇÃO COM
OUTRAS CRIANÇAS.
PROPICIAR UM AMBIENTE
INFANTIL E ACOLHEDOR.

VALORES DA PRESSÃO ARTERIAL EM CRIANÇAS

IDADE                               MEDIDA/VALORES
                                           (SÍSTOLE/DIÁSTOLE)

0-3 MESES                        75/50    mmHg

3-6 MESES                        85/65

6-9 MESES                        85/65

9-12 MESES                      90/70

1 A 3 ANOS                      90/65

3 A 5 ANOS                      90/60

5 A 7 ANOS                      95/60

7 A 9 ANOS                      95/60

9 A 11 ANOS                    100/60

11 A 13 ANOS                   105/65

13 A 14 ANOS                  110/70

HIPERTENSÃO-ELEVAÇÃO ANORMAL
HIPOTENSÃO- VALORES 
NORMALMENTE BAIXOS



HIDROTERAPIA


FOTOTERAPIA EM RECÉM NASCIDO

FOTOTERAPIA

FOTOTERAPIA
CONSISTE NUM PROCESSO TERAPÊUTICO
NA AÇÃO DA LUZ  ARTIFICIAL SOBRE O
ORGANISMO HUMANO.
O RECÉM NASCIDO RECEBE ESTE TIPO
DE TRATAMENTO QUANDO
APRESENTA ICTERÍCIA (PELE
AMARELADA DEVIDO AO
AUMENTO DE BILIRRUBINA).

CUIDADOS COM O RECÉM 
NASCIDO EM FOTOTERAPIA

- VERIFICAR A TEMPERATURA
DO RECÉM- NASCIDO 4/4 HORAS
- OBSERVAR QUANTIDADE E
ASPECTO DAS ELIMINAÇÕES
(FEZES E URINA)
- MUDAR A POSIÇÃO DO RECÉM
NASCIDO A INTERVALOS
FREQUENTES
- OBSERVAR A PELE DO RECÉM
NASCIDO E VERIFICAR SINAIS
DE QUEIMADURAS
- MANTER A PROTEÇÃO OCULAR
DURANTE TODO O TEMPO
DE EXPOSIÇÃO
- TROCAR A PROTEÇÃO
OCULAR SEMPRE
QUE NECESSÁRIO
- RETIRAR O RECÉM NASCIDO
DA EXPOSIÇÃO SOMENTE POR
OCASIÃO DO BANHO, DA TROCA
DE FALDAS E DO ALEITAMENTO
MATERNO.

FRASE DO DOMINGO... BOM DIA!!!


sábado, 22 de fevereiro de 2014

MASSAGEM PARA O BEBÊ...

MASSAGEM NO BEBÊ

O MOMENTO DA MASSAGEM É DELICIOSO.
HÁ UMA TROCA DE CARINHO.
O TOQUE FACILITA A COMUNICAÇÃO
ENTRE A MÃE OU O PAI E SEU BEBÊ, ALÉM
DE CRIAR UM VÍNCULO DE AMOR E
SEGURANÇA.
A MASSAGEM PODE SER FEITA DESDE O
NASCIMENTO, ENTRE UMA MAMADA
E UMA SONECA, COM O BEBÊ
DESPERTO.
PREPARE E AQUEÇA O AMBIENTE,
EVITANDO CORRENTE DE AR.
A MASSAGEM NO BEBÊ PODE SER
FEITA NA CAMA OU SOBRE
UMA SUPERFÍCIE MACIA.
COLOQUE UMA MÚSICA SUAVE
OU CANTE PARA O BEBÊ E
DIMINUA A LUZ PARA FICAR
MAIS ACONCHEGANTE.
USE ÓLEO HIDRATANTE
PARA FACILITAR O
DESLIZAMENTO DAS
MÃOS.
COMECE FRICCIONANDO
A PLANTA E O DORSO
DOS PÉS E DEPOIS ESTIQUE
CADA DEDINHO.
FAÇA MOVIMENTOS
AO REDOR DA COXA PARA
O TORNOZELO.
NA BARRIGA, MOVIMENTOS
CIRCULARES NO SENTIDO
HORÁRIO FACILITAM A
DIGESTÃO DO BEBÊ.
NO PEITO SUBA COM AS
MÃO JUNTAS PARA OS
OMBROS, DESCENDO ATÉ
O CENTRO DO PEITO,
DESENHANDO UM
CORAÇÃO.
NOS BRAÇOS FAÇA
MOVIMENTO DE TORÇÃO
DO OMBRO ATÉ O PULSO
FRICCIONE A PALMA E O
DORSO DAS MÃOS E DEPOIS
ESTIQUE CADA DEDINHO
DEVAGARZINHO.
NO ROSTO DESLIZE AS MÃOS
PELA TESTA EM DIREÇÃO
ÀS TÊMPORAS.
PASSE OS POLEGARES AO
LADO DO NARIZ, DESCENDO
ATÉ O CANTO DA BOCA.
NAS COSTAS, FAÇA
MOVIMENTOS DE VAIVÉM
DO PESCOÇO ATÉ O
BUMBUM.
PARA FINALIZAR, ABRACE
E CONVERSE COM SEU FILHO.

A MASSAGEM ALIVIA A
CÓLICA, AUXILIA NA
DIGESTÃO, DEIXA OS
MÚSCULOS MAIS FORTES E
AS ARTICULAÇÕES MAIS
FLEXÍVEIS, MELHORA O
SONO, AUMENTA A
IMUNIDADE E TRAZ UMA
SENSAÇÃO DE CALMA
E BEM ESTAR.


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

A CRIANÇA E ALGUMAS NECESSIDADES.

CRIANÇA SADIA

PUERICULTURA
TAMBÉM DENOMINADA DE PEDIATRIA
PREVENTIVA, É O RAMO DA
PEDIATRIA QUE CUIDA DA
MANUTENÇÃO DA SAÚDE DA
CRIANÇA E DO ACOMPANHAMENTO
DE SEU CRESCIMENTO E
DESENVOLVIMENTO.

NECESSIDADES DA CRIANÇA
1- VIVER EM AMBIENTE DE
HARMONIA ENTRE OS
CONVIVENTES, SOBRETUDO
SEUS PAIS.
2- RECREAÇÃO, O BRINQUEDO
É UMA NECESSIDADE INATA DA
CRIANÇA REPRESENTA UMA
OPORTUNIDADE PARA O
APRENDIZADO E O
DESENVOLVIMENTO DAS
SUAS HABILIDADES.
3- HIGIENE DIÁRIA,
O BANHO DIÁRIO, COM
ÁGUA E SABONETE,
PROTEGE A PELE CONTRA
MUITAS DOENÇAS,
PROPORCIONA O BEM
ESTAR.
4-TROCA DE FRALDAS,A TROCA FREQUENTE DAS
FRALDAS E A HIGIENIZAÇÃO
ADEQUADA COM ÁGUA E
SABONETE PROMOVE O
CONFORTO E BEM-ESTAR
À CRIANÇA E PREVINE
DERMATITE AMONIACAL.
5-HIGIENE ORAL- A HIGIENE DEVE SER REALIZADA
DESDE O NASCIMENTO A
LIMPEZA DA GENGIVA COM
UM TECIDO MACIO E ÚMIDO,
ENROLADO NO DEDO, PREVINE
COMPLICAÇÕES.ASSIM
QUE POSSÍVEL INTRODUZIR
A ESCOVAÇÃO INTEGRAL
COM A ESCOVA ADEQUADA,
A ESCOVAÇÃO DEVERÁ SER
FEITA, APÓS  O CAFÉ DA
MANHÃ, APÓS O ALMOÇO,
APÓS O JANTAR E ANTES
DE DORMIR..
6-VESTUÁRIO- A SELEÇÃO DAS ROUPAS
DA CRIANÇA DEVE
OBJETIVAR A ADEQUAÇÃO
DO VESTUÁRIO, À
TEMPERATURA AMBIENTE,
PARA EVITAR SUPER
AGASALHAMENTO OU
SUDORESE EXCESSIVA.
7-CONFORTO E POSTURA-HÁBITOS DE POSTURA
DEVEM SER ORIENTADO
DESDE CEDO.
8-SONO NA INFÂNCIA-SONO É CONSIDERADO
UM TEMPO DE RECUPERAÇÃO
E DE RECONSTRUÇÃO
NECESSÁRIO PARA QUE
A CRIANÇA SE SINTA BEM.
9-MEDO- A CRIANÇA NASCE
COM CAPACIDADE DE
SENTIR MEDO. ALGUNS
MEDOS SURGEM DA
IMITAÇÃO E
IDENTIFICAÇÃO DOS ADULTOS.
A CRIANÇA PERCEBE A
INSEGURANÇA E TEMORES
DOS PAIS.
10-MENTIRAS- NA FASE
DO PENSAMENTO
MÁGICO, A CRIANÇA
MISTURA FATOS DE SUA
FANTASIA COM OS DA
REALIDADE, O QUE É
INTERPRETADO COMO
MENTIRA.
ÀS VEZES A CRIANÇA
MUITO CASTIGADA
APRENDE A MENTIR
PARA FUGIR DO CASTIGO.
11- CONTROLE DAS
ELIMINAÇÕES
O SISTEMA NERVOSO DA
CRIANÇA ESTARÁ
DESENVOLVIDO PARA INICIAR
O TREINAMENTO DE SUAS
NECESSIDADES FISIOLÓGICAS
POR VOLTA DO 18° MÊS.
SERVE COMO SINAL PARA
O INÍCIO DO CONTROLE
VOLUNTÁRIO ESFINCTERIANO
O DOMÍNIO DA MARCHA;
CORRER,  MUDAR DE
DIREÇÃO E PARAR
BRUSCAMENTE.
12- ESTIMULAÇÃO AMBIENTAL-A CRIANÇA,

 DESDE O NASCIMENTO
NECESSITA DE LIBERDADE DE
MOVIMENTOS PARA EXPLORAÇÃO
CORPORAL.
13- HÁBITOS A SEREM ABANDONADOS
ESPONTANEAMENTE PELA CRIANÇA

O MAIS FREQUENTE É CHUPAR OS DEDO
E CHUPETA, DESDE O NASCIMENTO, EM
ESPECIAL NO PRIMEIRO ANO DE VIDA, O
ATO DE SUGAR, ALÉM DE ENTENDER
À NECESSIDADE BÁSICA DE
SOBREVIVÊNCIA. A MAIORIA
RENUNCIA ESSE HÁBITO
NA IDADE ESCOLAR.


ALIMENTAÇÃO POR MAMADEIRA...

LEITE ARTIFICIAL

O ALEITAMENTO MATERNO É A FORMA
IDEAL DE ALIMENTAR O BEBÊ  EXISTE
ALGUNS OBSTÁCULOS QUE PODEM
IMPEDIR ESTA FORMA TÃO NATURAL
DE ALIMENTAÇÃO E LEVAR OS
PAIS A ALIMENTAR O BEBÊ COM
MAMADEIRA. 

O LEITE ARTIFICIAL  NÃO
NÃO SUBSTITUI
PLENAMENTE O LEITE HUMANO

ADMINISTRAÇÃO DE MAMADEIRA
- PROPORCIONAR CONFORTO À
CRIANÇA
- TESTAR TEMPERATURA DA
MAMADEIRA
- CONFORTAVELMENTE,SEGURAR
A CRIANÇA NO COLO
- NÃO DEIXAR O BEBÊ SOZINHO
AO AMAMENTAR
- NÃO ALIMENTÁ-LO DEITADO
(PARA REGURGITAR OU
VOMITAR)
-  AS MAMADEIRAS DEVEM ESTAR
SEMPRE BEM PROTEGIDAS E
SOB MANUTENÇÃO DE
TÉCNICAS HIGIÊNICAS
- O TIPO DE BICO DEVE SER
ADEQUADO PARA O ESTADO
DO BEBÊ
-AS MAMADEIRAS NÃO DEVEM
SER FRIAS(PODEM PROVOCAR
CÓLICAS)
- ATENTAR PARA REGURGITAÇÕES
E VÔMITOS.
SE A CRIANÇA  ESTIVER  EM
UNIDADE DE SAÚDE, A
ENFERMAGEM DEVE REGISTRAR
HORÁRIO, TIPO DE ALIMENTAÇÃO,
QUANTIDADE ACEITA, COMO
ACEITOU E INTERCORRÊNCIAS.

INFECÇÃO HOSPITALAR

INFECÇÃO HOSPITALAR

INFECÇÃO-É A INVASÃO E A
MULTIPLICAÇÃO MICROBIANA
 NOS TECIDOS E ÓRGÃOS
DE UM HOSPEDEIRO.

INFECÇÃO HOSPITALAR- É A
INFECÇÃO ADQUIRIDA NO
HOSPITAL.

INFECÇÃO CRUZADA- É A
INFECÇÃO TRANSMITIDA
ENTRE CLIENTES.

DESINFECÇÃO OU
DESCONTAMINAÇÃO- É
 A DESTRUIÇÃO DE FORMAS
VEGETATIVAS MICROBIANAS
NÃO ESPORULADAS, POR MEIO
DE AGENTES FÍSICOS OU
QUÍMICOS APLICADOS A
SUPERFÍCIES INERTES.

DESINFESTAÇÃO- É QUALQUER
PROCESSO FÍSICO OU QUÍMICO
POR MEIO DO QUAL SÃO
DESTRUÍDOS NO CORPO DE UMA
PESSOA, NAS SUAS ROUPAS
OU NO SEU MEIO AMBIENTE,
ASSIM COMO NOS ANIMAIS
DOMÉSTICOS, ARTRÓPODES
OU ROEDORES.

ANTI-SEPSIA- É O CONJUNTO
DE MEIOS PARA IMPEDIR A
MULTIPLICAÇÃO BACTERIANA
EM TECIDOS VIVOS.

ASSEPSIA- É O CONJUNTO DE
MEIOS UTILIZADOS PARA
IMPEDIR A CONTAMINAÇÃO
MICROBIANA.

ESTERILAZAÇÃO- É A
DESTRUIÇÃO DE TODAS
AS FORMAS DE
MICRO ORGANISMOS
(BACTÉRIAS, ESPOROS,
COGUMELOS E VÍRUS)
POR MEIO DE AGENTES
FÍSICO-QUÍMICOS.

HIGIENIZAÇÃO- É TODO
PROCESSO DE LIMPEZA
QUE VISA REMOVER
RESÍDUOS E REDUZIR
MICRO ORGANISMOS
A NÍVEIS RECOMENDADOS
PELOS CÓDIGOS SANITÁRIOS.



quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

NOVA BACTÉRIA...MRSA USA 300 FIQUE POR DENTRO..

A variante de uma bactéria que
 pode levar à morte estaria  se
 espalhando rapidamente entre
 a comunidade gay
 
De acordo com um estudo
 a nova forma da bactéria MRSA,
 conhecida como MRSA USA300
 é altamente resistente a
 medicamentos e é transmitida
 por meio de sexo anal, pelo
 contato da pele ou com
 superfícies contaminadas.
, - que teria uma das maiores
concentrações de homossexuais
 - um em cada 588 homossexuais
 infectado com a bactéria.
A infecção pode causar úlceras
 na pele, necrose dos tecidos,
 atacar órgãos como pulmão
e o coração e se espalhar
 facilmente pela corrente sangüínea.
Entre a comunidade gay, a doença
teria se proliferado pelo contato da pele,
 causando abscessos e infecções nas
nádegas e nos órgãos genitais.

No passado, a bactéria era comum 
apenas em infecções hospitalares,
 mas recentemente também tem
 sido contraída por pessoas 
saudáveis fora dos hospitais.
Além de ser resistente à meticilina,
 a MRSA USA300 também não é 
facilmente combatida por outros 
antibióticos utilizados para tratar
 outras variantes da bactéria.

MONILÍASE ORAL

MONILÍASE ORAL

MONILÍASE ORAL(CANDIDÍASE ORAL)

É A INFECÇÃO CAUSADA PELO FUNGO
CANDIDA ALBICANS. CARACTERIZA-SE
PELA PRESENÇA DE PLACAS ESBRANQUIÇADAS
NA MUCOSA ORAL, SEMELHANTES A RESTOS
DE LEITE.
GERALMENTE É BENIGNA E DESAPARECE
COM DUAS SEMANAS DE TRATAMENTO, MAS
PODE EVOLUIR PARA O QUADRO SEVERO COMO;
ESOFAGITE, ENTERITE E ATÉ SEPTICEMIA.

SINTOMAS

PERDA DE APETITE
IRRITABILIDADE
INSÔNIA
RECUSA DE ALIMENTO
DIFICULDADE DE DEGLUTIR
VÔMITOS

A LÍNGUA, AS BOCHECHAS E GENGIVAS
FICAM COBERTAS POR PLACAS
ESBRANQUIÇADAS QUE NÃO SE
CONSEGUE REMOVER COM ESPÁTULA.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

-
REALIZAR HIGIENE ORAL
CONFORME A PRESCRIÇÃO MÉDICA
- MAMADEIRAS LAVADAS E FERVIDAS
EM  SOLUÇÃO QUANDO NÃO
ESTIVEREM EM USO
- ORIENTAR A MÃE PARA
MELHORAR A HIGIENE DA
CRIANÇA E DE SEUS
BRINQUEDOS QUE A
CRIANÇA COSTUMA
LEVAR A BOCA.

INSÔNIA SAIBA SOBRE...

DURMA BEM

INSÔNIA

DIFICULDADE EM INICIAR OU MANTER O SONO
OU AINDA A SENSAÇÃO DE CANSAÇO AO
ACORDAR. DURANTE PELO MENOS UM MÊS
ESTIMA-SE  QUE UM A CADA CINCO
ADULTOS SOFRAM COM ESSE DISTÚRBIO.
PROBLEMAS NA HORA DE DORMIR:BARULHO, FALTA DE CONFORTO,
CALOR OU FRIO, CLARIDADE
INSÔNIA PRIMÁRIA- O CLIENTE TEM DIFICULDADE
PARA COMEÇAR A DORMIR
E ACORDA SEGUIDAMENTE
DURANTE A NOITE.
CAUSAS: - ÁLCOOL
- ANSIEDADE
- CAFÉ
- ESTRESSE

INSÔNIA SECUNDÁRIA-A INSÔNIA SECUNDÁRIA E
CAUSADA POR UM PROBLEMA
MÉDICO, A DEPRESSÃO,É UMA CAUSA MUITO COMUM
DE INSÔNIA SECUNDÁRIA.
E MUITAS VEZES, A INSÔNIA É
O SINTOMA QUE LEVA A PESSOA
COM DEPRESSÃO PROCURAREM O
MÉDICO.

SINTOMAS DE INSÔNIA
- DIFICULDADE EM ADORMECER NA
MAIORIA DAS NOITES.
- CANSAÇO DURANTE O DIA OU
VONTADE DE DORMIR DURANTE O
DIA.
- NÃO SENTIR-SE REVIGORADO APÓS
ACORDAR.
- ACORDAR  VÁRIAS  VEZES
DURANTE O SONO.

DICA PARA DORMIR MELHOR
- EVITAR CAFEÍNA, ÁLCOOL
OU NICOTINA ANTES DE
DORMIR
- NÃO TIRE COCHILOS
DURANTE O DIA
- ALIMENTE-SE EM HORÁRIOS
REGULARES
- DEITE-SE TODAS AS NOITES
NO MESMO HORÁRIO
- FAÇA ALGO RELAXANTE  ANTES
DE DORMIR COMO (TOMAR  BANHO E
LER).




COMO MONTAR UMA CAIXA DE DESCARPACK

DISPOSITIVOS PARA OXIGENOTERAPIA

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

HANSENÍANE(ANTIGAMENTE LEPRA)

HANSENÍASE

A HANSENÍASE (ANTIGAMENTE
CONHECIDA COMO LEPRA) É
UMA DOENÇA INFECTO CONTAGIOSA
CAUSADA POR UM MICRO ORGANISMO
(BACTÉRIA) MYCOBACTERIUM
LEPRAE.
EXISTEM REFERÊNCIAS À HANSENÍASE
EM LIVROS MUITOS ANTIGOS, ESCRITOS
NA ÍNDIA E NA CHINA, SÉCULOS ANTES
DE CRISTO. PROVAVELMENTE FOI O
EXÉRCITO DE ALEXANDRE O GRANDE,
QUE DISSEMINOU A DOENÇA PELO
CONTINENTE EUROPEU, QUANDO
REGRESSOU DAS CAMPANHAS
DA ÁSIA.

TRANSMISSÃO

- VIA RESPIRATÓRIA

PERÍODO INCUBAÇÃO

3 ANOS

MANCHAS DE HANSENÍASE

- MANCHAS PODEM SER
HIPOPIGMENTADAS,
AVERMELHADAS OU DA
COR DO COBRE
- PODEM SER PLANAS OU ELEVADAS
- MANCHAS QUE NÃO DOEM,
NÃO COÇAM E NÃO PEGAM PÓ
- PLACAS E NÓDULOS
- DORMÊNCIA, FORMIGAMENTO,
FRAQUEZAS E ATROFIAS.
- APRESENTAM FALTA DE
SENSIBILIDADE AO CALOR,
TATO OU DOR, E PODEM
APARECER EM QUALQUER
PARTE DO CORPO.

DIAGNÓSTICO
EXAME DERMATOLÓGICO;
- INVESTIGAR MANCHAS, NÓDULOS
INFILTRAÇÕES, ALOPÉCIA LOCALIZADA,
ULCERAÇÕES E CALOSIDADES.
- EXAME NEUROLÓGICO;
PESQUISA DE SENSIBILIDADE NAS
LESÕES OU ÁREAS SUSPEITAS
APALPAÇÃO DOS PRINCIPAIS
NERVOS PERIFÉRICOS,
EXAME BACILOSCOPIA
POSITIVA DE ESFREGAÇO
INTRADÉRMICO

CUIDADOS DE ENFERMAGEM
- ORIENTAR O PACIENTE(CLIENTE)
PARA TOMAR A DOSE PRESCRITA
DIARIAMENTE
- PREENCHER A FICHA DE
INVESTIGAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA
- REALIZAR MEDIDAS DE CONTROLE
DE CONTATO
- REALIZAR BUSCA ATIVA DOS
CASOS
-APLICAR TRATAMENTO
-  EXAMINAR OS COMUNICANTES
DO PACIENTE E ENCAMINHAR
PARA A VACINAÇÃO BCG-ID



ANEMIA FERROPRIVA

CÉLULAS VERMELHAS

ANEMIA FERROPRIVA..É A FALTA DE FERRO
PRINCIPAL CARÊNCIA NUTRICIONAL DO
MUNDO. BAIXA QUANTIDADE
DE CÉLULAS VERMELHAS,
NO SANGUE QUE TEM A
FUNÇÃO DE TRANSPORTAR,
OXIGÊNIO DOS PULMÕES
PARA O TECIDO  É A ANEMIA
 MAIS FREQUENTE
NA PRÁTICA PEDIÁTRICA.
A MAIOR NECESSIDADE DE FERRO DURANTE
OS PERÍODOS DE CRESCIMENTO ACELERADO
FAZ COM QUE AS CRIANÇAS MENORES DE
2 ANOS E ADOLESCENTES PRINCIPALMENTE
DO SEXO FEMININO SEJAM MAIS SUSCEPTÍVEIS
A ANEMIA FERROPRIVA.
OUTROS FATORES COMO: DIETA INADEQUADA,
SÍNDROME DE MÁ ABSORÇÃO E PERDAS
SANGUINEAS  PATOLÓGICAS (ALERGIA
A LEITE DE VACA, PÓLIPOS INTESTINAIS,
HEMATÚRIA ETC..) TAMBÉM POSSIBILITAM
A OCORRÊNCIA DA ANEMIA FERROPRIVA.

TRATAMENTO
SAIS FÉRRICOS
SAIS FERROSOS
CORRIGIR ALIMENTAÇÃO
CARNES VERMELHA
FOLHAS VERDE ESCURA

sábado, 15 de fevereiro de 2014

LEPTOSPIROSE A DOENÇA DE ROEDORES...

LEPTOSPIROSE

LEPTOSPIROSE  - É UMA DOENÇA ENDÊMICA
CAUSADA PELA BACTÉRIA, LEPTOSPIRA SSP.
A BACTÉRIA SE ALOJA NOS RINS E DEPOIS É
ELIMINADA PARA O MEIO  AMBIENTE ELA
MORRE FACILMENTE EM LOCAIS SECO E
COM USO DE DESINFETANTE COMUM.
A OCORRÊNCIA DA CHUVA AUMENTA
QUANDO HÁ GRANDES ENCHENTES,
QUANDO HÁ UM VOLUME DE ÁGUA
INVADE AS CASAS TRAZENDO A
DOENÇA O LIXO QUE É JOGADO EM
LUGARES DESAPROPRIADOS TENDEM
A ACUMULAR RATOS QUE SÃO
HOSPEDEIROS DA BACTÉRIA.

RESERVATÓRIO
SUÍNOS, BOVINOS, CÃES E GATOS
OS RATOS SÃO RESERVATÓRIOS
PERMANENTE
GAMBAS, RAPOSA E MORCEGOS.

TRANSMISSÃO
EXPOSIÇÃO DIRETA OU INDIRETA
E URINA DE ANIMAIS INFECTADOS
PODEM ELIMINAR A LEPTOSPIROSE
PELA URINA POR TODA A VIDA.

INCUBAÇÃO
VARIA 24 HORAS A 28 DIAS
( 7 A 14 DIAS)

SINTOMAS
FEBRE ALTA, CEFALEIA, MIALGIAS
NAS PANTURRILHAS, QUEIXAS
GASTROINTESTINAIS DO CLIENTE.
PIORA DA FEBRE

DIAGNÓSTICO
TESTE ELISA-IGM
EXAME DE URINA
REAÇÃO DE MACROAGLUTINAÇÃO
HEMOGRAMA
LIQUOR
E OUTROS


CUIDADO DE ENFERMAGEM
ANTIBIOTICOTERAPIA CONFORME
PRESCRIÇÃO MÉDICA
REPOSIÇÃO HIDRO ELETROLÍTICA
MONITORIZAR O CLIENTE
SINAIS VITAIS
BALANÇO HÍDRICO
PESAR CLIENTE DIARIAMENTE
ANOTAR ASPECTO DA
DIURESE E VOLUME
ORIENTAÇÃO PARA UTILIZAÇÃO
DE ÁGUA FILTRADA E FERVIDA
ORIENTAÇÃO À FAMILIARES
QUANTO HIGIENE E REMOÇÃO
DE LIXOS
ARMAZENAGEM CORRETA
DE ALIMENTOS EM
LOCAIS LIVRES DE
ROEDORES







QUEIMADURA CUIDE-SE...

QUEIMADURA


FERIDAS TRAUMÁTICAS CAUSADAS
POR AGENTES TÉRMICOS, QUÍMICOS
ELÉTRICOS OU RADIOATIVOS QUE
ATUAM NOS TECIDOS DE REVESTIMENTO
DO CORPO HUMANO CAUSANDO
DESTRUIÇÃO PARCIAL OU TOTAL
DA PELE E SEUS ANEXOS E PODENDO
ATINGIR TECIDOS MAIS PROFUNDOS.

CLASSIFICAÇÃO DAS QUEIMADURAS

LESÃO 1° GRAU- ATINGE CAMADA
MAIS EXTERNA DA PELE (EPIDERME)
EXEMPLO: LESÃO POR RAIOS SOLARES.

LESÃO 2° GRAU- ATINGE EPIDERME E
PORÇÃO DA DERME, FORMAÇÃO DE
FLICTENAS (BOLHAS), ERITEMA,
UMIDADE E CALOR INFLAMAÇÃO
ACENTUADA. FLICTENAS ROMPIDAS
DEIXA SUPERFÍCIE RÓSEA E ÚMIDA.
EXEMPLO: LESÃO POR LÍQUIDO
AQUECIDO.

LESÃO 3° GRAU- ACOMETE A
TOTALIDADE DAS CAMADAS.
DA PELE E OUTROS TECIDOS
(SUBCUTÂNEO, MÚSCULO E
ATÉ TECIDO ÓSSEO).
APRESENTA ASPECTO
ESBRANQUIÇADO OU
MARMÓREO, REDUÇÃO DE
ELASTICIDADE TECIDUAL
(RIGIDEZ) NÃO HÁ DOR
(DESTRUIÇÃO DE TERMINAÇÕES
NERVOSAS). ÁREA CARBONIZADA
(4° GRAU). PODE SER DE CAUSA
ELÉTRICA OU TÉRMICA.

FATORES DE RISCO

- ABUSO DE ÁLCOOL E FUMO
(CIGARRO), CHURRASCO
CASEIRA, SUICÍDIO, CRIME.
- COSTUMES LOCAIS (FOGUEIRA,
BALÕES)
- STATUS ECONÔMICO
- VIOLÊNCIA (MULHER E CRIANÇAS,
ASSALTOS)
- EPILEPSIA (CONVULSÕES)

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

- ESTABELECER ISOLAMENTO
- AVALIAÇÃO GERAL: DETECTAR
SINAIS DE ANORMALIDADES
- APOIO ESPIRITUAL
- CONTROLE DO AMBIENTE
- PREVENÇÃO DE QUEDAS
- PROMOÇÃO DA MECÂNICA
CORPORAL
- CONTROLAR DOR (ANALGESIA)
- BALANÇO HÍDRICO
- ADMINISTRAR MEDICAMENTOS
PRESCRITOS
-USAR ABORDAGEM CALMA E
SEGURA
- EXPLICAR PROCEDIMENTOS
- REALIZAR CURATIVOS CONFORME
PRESCRIÇÃO MÉDICA
- ATENÇÃO COM SONDA VESICAL
DE DEMORA, TROCAR CONFORME
ROTINA DA UNIDADE
- ATENÇÃO COM PROCEDIMENTOS
INVASIVOS
- ATENÇÃO AO ACESSO PERIFÉRICO


OBSERVAÇÃO: EM CASO DE
QUEIMADURA PROCURE AJUDA
MÉDICA.







quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E VITAL PARA A SOBREVIVÊNCIA DA CRIANÇA...


DENGUE ...FORA MOSQUITO...

DENGUE

DENGUE- DOENÇA INFECCIOSA FEBRIL AGUDA
QUE PODE SER DE CURSO BENIGNO OU GRAVE.

SINTOMAS

FEBRE ALTA 39° E 40°, CEFALEIA, MIALGIA,
PROSTAÇÃO, ARTRALGIA, ANOREXIA,
ASTENIA, DOR RETRO ORBITÁRIA,
NÁUSEAS, VÔMITOS, EXANTEMA,
PRURIDO CUTÂNEO, HEMATÚRIA,
METRORRAGIA, SANGRAMENTO
GASTROINTESTINAL E ASTENIA.

AGENTE ETIOLÓGICO- 
VÍRUS  DENGUE

VETORES HOSPEDEIROSMOSQUITO AEDES AEGYPTI

TRANSMISSÃOPICADA FÊMEA DO MOSQUITO
AEDES AEGYPTI

INCUBAÇÃO3 A 15 DIAS

DIAGNOSTICO
PROVA DO LAÇO, VERIFICAR
PRESENÇA DE PETÉQUIAS

TRATAMENTO
SINTOMÁTICOS, NÃO USAR
ÁCIDO ACETILHIDRATAÇÃO ORAL
HIDRATAÇÃO ENDOVENOSA(ACM)

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

- PROPORCIONAR CONFORTO AO
CLIENTE
- CONTROLE DE SINAIS VITAIS
E TEMPERATURA FREQUENTE, SE
POSSÍVEL COMPRESSAS PARA
EVITAR CONVULSÃO
- OFERTAR INGESTA HÍDRICA
- ADMINISTRAR MEDICAMENTOS
CONFORME PRESCRIÇÃO MÉDICA
- ANOTAR DÉBITO URINÁRIO E
ASPECTO
- ELEVAR DECÚBITO( SEMI- FOWLER)
- OBSERVAR  SINAIS DE AGITAÇÃO
SONOLÊNCIA OU CONVULSÃO
- PESAR DIARIAMENTE
- OBSERVAR DESCONFORTO
RESPIRATÓRIO E CIANOSE.

PREVENÇÃO
- EVITAR PNEUS VELHOS
- NÃO DEIXAR ÁGUA ACUMULADA
EM PRATOS DE VASOS SUBSTITUA
A ÁGUA POR AREIA.
- GARRAFA DE CABEÇA PARA BAIXO
- CAIXAS D'ÁGUA , POÇOS ,LATÕES
E FILTROS BEM FECHADOS.









RAIVA HUMANA

RAIVA

A RAIVA HUMANA É UMA DOENÇA INFECCIOSA
AGUDA E FATAL CAUSADA POR UM VÍRUS, O
VÍRUS RÁBICO, QUE SE MULTIPLICA NAS
GLÂNDULAS DA SALIVA E SE TRANSMITE
A HUMANOS NORMALMENTE ATRAVÉS
DA MORDEDURA DE UM ANIMAL
INFECTADO. QUANDO O VÍRUS ATINGE
O SISTEMA NERVOSO CENTRAL É
QUASE LETAL.

INCUBAÇÃO

HOMEM: 45 DIAS
CÃO: 10 DIAS A 2 MESES

TRANSMISSÃO

CÃES E GATOS: 2 A 5 DIAS ANTES DO
APARECIMENTO DOS SINTOMAS ATÉ
O FINAL DA DOENÇA.
EM MÉDIA O ANIMAL MORRE 5 A 7
DIAS APÓS O APARECIMENTO DOS
SINTOMAS.

SINTOMAS

- FEBRE BAIXA, MAL ESTAR, ANOREXIA,
NÁUSEAS.
- CEFALEIA, DOR DE GARGANTA,
IRRITABILIDADE
- INQUIETUDES E SENSAÇÃO DE
ANGÚSTIA
- HIPERESTESIA E PARESTESIA NO
TRAJETO DOS NERVOS PERIFÉRICOS
PRÓXIMOS A MORDIDA.

TRATAMENTO DA RAIVA

- NÃO EXISTE UTILIZA-SE A VACINAÇÃO
OU SOROTERAPIA PÓS-EXPOSIÇÃO.
- A TERAPIA PÓS EXPOSIÇÃO DEPENDE
DO TIPO DE MORDEDURA E   DAS
CONDIÇÕES DO ANIMAL AGRESSOR
- VACINA UTILIZADA-
VACINA D CULTIVO CELULAR.







GASTRITE

GASTRITE
GASTRITE

INFLAMAÇÃO DO ESTÔMAGO DEVIDO
A VÁRIAS CAUSAS, PRINCIPALMENTE,
IMPRUDÊNCIA DIETÉTICA, PODE SER
AGUDA OU CRÔNICA.

PRINCIPAIS CAUSAS

- ÁLCOOL
- DROGAS
- UREMIA
- RADIOTERAPIA
- ÚLCERAS (BENIGNA E MALIGNA)
- CIRROSE HEPÁTICA
- DIETA INADEQUADA
- ESTRESSE/ANSIEDADE

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

- CONTROLAR ACIDEZ GÁSTRICA
(MEDICAMENTOS E DIETA)
- ESTIMULAR INGESTA HÍDRICA
- EVITAR IRRITANTES (ÁLCOOL
CAFEÍNA, TABACO, CONDIMENTOS,
DROGAS).
- REDUZIR ESTRESSE EMOCIONAL
E AMBIENTAL (QUANDO
HOSPITALIZAÇÃO).
- ORIENTAR PARA AUTO CUIDADO
E MUDANÇA ESTILO DE VIDA.


O BRINQUEDO NO CUIDADO DA CRIANÇA...

BRINCAR É PRECISO

BRINCAR - BRINCAR É UMA PARTE ESSENCIAL
DA VIDA, TENDO UM ASPECTO IMPORTANTE
PARA ESTIMULAR O SENTIMENTO E
DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA.
CONCEITO DE BRINCAR-  BRINCAR DERIVA DA
PALAVRA BRINCO QUE VEM DO LATIM
VINCULO, CUJO SIGNIFICADO  É FAZER
LAÇOS  LIGAR-SE.
OS ADULTOS TÊM  DIFICULDADE
DE RECONHECER QUE BRINCAR É O
TRABALHO DA CRIANÇA.
BRINCAR-  GANHAR EXPERIÊNCIA ,
EXERCITAR SUA CRIATIVIDADE
ORGANIZAR O MUNDO, DESENVOLVER-SE
DOMINA PAPÉIS E SE PREPARA PARA
O FUTURO.

FUNÇÕES DOS BRINQUEDOS -
RECREATIVA- SATISFAZ NECESSIDADE
RECREAÇÃO
ESTIMULADORA- DESENVOLVIMENTO
MOTOR, INTELECTUAL
SOCIALIZADORA-  BRINCADEIRAS COM
OUTRAS CRIANÇAS.
TERAPÊUTICAS -  FUNÇÃO CURATIVA,
DIMINUI ANSIEDADE.

AVALIAÇÕES DE BRINQUEDOS PARA
CRIANÇAS ESPECIAIS:

1- GRAU DE INTERESSE
2- DURABILIDADE
3- VARIEDADE DE MOVIMENTOS
EXIGIDOS PARA A MANIPULAÇÃO
4- GRAU DE EXAME FÍSICO E MENTAL.

RESPONSABILIDADE DA ENFERMEIRA
PEDIÁTRICA

- INCLUIR MOMENTOS PARA DIVERSÃO
- O BRINQUEDO DEVE SER ESCOLHIDO
POR ENFERMEIRA, IDADE, O ESTADO
DO DESENVOLVIMENTO, VALOR
TERAPÊUTICO DO BRINQUEDO.
- A ENFERMEIRA DEVE TRABALHAR
COM OUTROS PROFISSIONAIS
PARA ALCANÇAR VALOR
TERAPÊUTICO DOS BRINQUEDOS
(PSICÓLOGOS,PSIQUIATRAS)
BRINQUEDOS DEVEM SER
EXAMINADOS POR ENFERMEIRA
PARA SEGURANÇA DA CRIANÇA.
LUDOTERAPIA COM OS PAIS.

SELEÇÃO DE BRINQUEDOS
1- BORDAS CORTANTES NÃO DEVEM TER,
PEÇAS REMOVÍVEIS, BRINQUEDOS QUE
PODEM QUEIMAR, EXPLODIR, BRINQUEDOS
COM CORDAS OU LAÇOS.
BRINQUEDOS QUE LEVAM CHUMBO NÃO
PODE.
BRINQUEDOS FÁCEIS PARA LAVAR E
ENXUGAR  PARA GUARDAR.


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

SINTOMAS DEPRESSIVOS EM POPULAÇÃO IDOSA

CUIDE BEM DOS SEUS AVÓS


A POPULAÇÃO IDOSA ESTÁ AUMENTANDO NO
MUNDO TODO, INCLUSIVE NOS PAÍSES EM
DESENVOLVIMENTO. ISSO FAZ COM QUE O
ESTUDO DO ENVELHECIMENTO E DA VELHICE,
COMO PROCESSOS DO CICLO VITAL, SEJA
ATUALMENTE UM DOS PRINCIPAIS PONTOS
DE ATENÇÃO DOS AGENTES SOCIAIS E
GOVERNAMENTAIS, BEM COMO DA
MEDICINA EM GERAL. DENTRE OS
DIVERSOS  TRANSTORNOS  QUE AFETAM
OS IDOSOS, A DEPRESSÃO MERECE ESPECIAL
ATENÇÃO, UMA VEZ QUE APRESENTA
FREQÜÊNCIA  ELEVADA E
CONSEQÜÊNCIAS NEGATIVAS PARA A
QUALIDADE DE VIDA DOS INDIVÍDUOS
ACOMETIDOS.

SABE-SE QUE PARTICULAMENTE NA
POPULAÇÃO IDOSA OS QUADROS
DEPRESSIVOS TÊM CARACTERÍSTICAS
CLÍNICAS PECULIARES. NESSA FAIXA
ETÁRIA HÁ UMA DIMINUIÇÃO DA
RESPOSTA EMOCIONAL ACARRETANDO
UM PREDOMÍNIO DE SINTOMAS COMO
DIMINUIÇÃO DO SONO, PERDA DE PRAZER
NAS ATIVIDADES HABITUAIS, RUMINAÇÕES
SOBRE O PASSADO E PERDA DE ENERGIA.

VERIFICOU-SE UMA MAIOR FREQÜÊNCIA DE
SINTOMAS DEPRESSIVOS ENTRE IDOSOS QUE
NÃO POSSUEM TRABALHO REMUNERADO.

O RECONHECIMENTO DA DEPRESSÃO  NO
IDOSO MUITAS VEZES É DIFÍCIL .
PRECONCEITOS EM RELAÇÃO A VELHICE
E AS DOENÇAS MENTAIS DIFICULTAM
O ACESSO DOS CLIENTES AO TRATAMENTO
ADEQUADAS . EXISTE UM FATO QUE
A DEPRESSÃO E  NORMAL NA VELHICE
E NÃO É! O IDOSO NÃO PRECISA FICAR
TRISTE .QUANDO ALGUÉM FICA
DESANIMADO E TRISTE POR ALGUMAS
SEMANAS E PRECISO LEVÁ-LO A UM
PSIQUIATRA , PARA UMA AVALIAÇÃO
POIS PODE ESTAR SOFRENDO DEPRESSÃO
QUANDO AS PESSOAS FICAM CONSTRANGIDAS
PARA PROCURAR UM ESPECIALISTAS DEIXAM
DE OFERECER UM TRATAMENTO
ADEQUADO E DEIXANDO ASSIM  O IDOSO
SEM NENHUM DIAGNÓSTICO.

CUIDADOS COM OS IDOSOS
NATAÇÃO PARA OS IDOSOS
TERAPEUTA PARA COMUNICAÇÃO
COM O IDOSO
EXERCÍCIOS AO AR LIVRE
CENTROS DE CONVIVÊNCIA OFERECEM
ATIVIDADES QUE  AJUDAM NA
MELHORIA DA QUALIDADE DE
VIDA DO IDOSO
CINEMA, TEATRO, ARTESANATO
YOGA E ATIVIDADES QUE
TRABALHEM A MEMÓRIA DO
IDOSO.
FAMÍLIA SEMPRE QUE
POSSÍVEL PRESENTE É
FUNDAMENTAL.


COMO PUNCIONAR UM ACESSO PERIFÉRICO EM CRIANÇAS

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

PROFISSÕES QUE OFERECEM RISCO DE CANCÊR

PROFISSÕES & CÂNCER

ALGUNS TUMORES ENTRE ELES OS DE PULMÃO,
PELE, FÍGADO, LARINGE, BEXIGA, MAMA E
LEUCEMIAS, ESTÃO RELACIONADAS A
OCUPAÇÃO E AO AMBIENTE DE TRABALHO.

SAÚDE
PROFISSIONAIS DA SAÚDE QUANDO ESTÃO
EXPOSTOS A RADIAÇÃO COMO
RX E TOMOGRAFIA.
TAMBÉM SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS
COMO: GLUTARALDEIDO
E FORMALDEÍDO.

AGRICULTURA
TRABALHADORES EXPOSTOS A
RADIAÇÕES SOLARES  RISCO
DE CÂNCER DE PELE E TAMBÉM
O USO DE PESTICIDAS E
AGROTÓXICOS, ONDE PODEM
OCORRER TUMORES CEREBRAIS
CÂNCER DE LARINGE, FARINGE,
BEXIGA, PÂNCREAS E
LEUCEMIA.

CONSTRUÇÃO CIVIL
QUANDO OS TRABALHADORES
NÃO FAZEM USO DE EQUIPAMENTO
DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL COMO
MASCARAS, LUVAS, BOTAS
E SE EXPÕE A AGENTES
CANCERÍGENOS COMO : TINTAS,
VERNIZES, ADITIVOS E CIMENTOS.
E QUANDO ESSAS QUÍMICAS
ENTRAM NA PELE COM A
EXPOSIÇÃO DO SOL
PODEM OCASIONAR
CÂNCER DE PELE TUMOR
E ESTÔMAGO, ESÔFAGO E
PULMÃO.

INDUSTRIA QUÍMICA
OPERÁRIOS ESTÃO EXPOSTOS
AOS AGENTES CANCERÍGENOS
DESDE A MANUFATURA DOS
PRODUTOS COMO CORANTES E
FIXADORES OU A QUEBRA
DESTE PRODUTOS TÓXICOS.
NA INDUSTRIA PETROQUÍMICA
OS RISCOS PODEM LEVAR
AO CÂNCER DE BEXIGA,
ESTÔMAGO, ESÔFAGO E
LEUCEMIA.

MINERADORES
A INDÚSTRIA EXTRATIVA DO
MINERAL , MÁRMORES E
VIDROS FAZ USO DE SÍLICA
QUE E ALTAMENTE POTENCIAL
PODENDO DESENVOLVER
O TUMOR DA BEXIGA,
CAVIDADE ORAL, FARINGE
LARINGE E PULMÃO.






domingo, 9 de fevereiro de 2014

DOENÇAS COMUM NO VERÃO

ALGUMAS DOENÇAS 
COMUM NO VERÃO

OTITE

POR SER QUENTE ÚMIDO
E ESCURO  O CANAL
AUDITIVO SE INFLAMA
COM FACILIDADE  E
PODEM ACONTECER
INFECÇÃO POR FUNGOS
E BACTÉRIAS. A OTITE
OCORRE  NA MAIORIA
DAS VEZES QUANDO
AS PESSOAS
FREQUENTAS PISCINAS
E PRAIAS.

CONJUNTIVITE
BACTERIANA

E A INFLAMAÇÃO
DA CONJUNTIVA
É MAIS COMUM
NO VERÃO E QUANDO
SE FREQUENTA PRAIAS
IMPRÓPRIAS  E PISCINAS
QUANDO A ÁGUA NÃO
ESTÃO TRATADAS.
EVITAR TOMAR BANHOS
EM LUGARES INDEVIDOS
E NÃO USAR TOALHAS
DE OUTRAS PESSOAS
EVITA A TRANSMISSÃO
DA DOENÇA.

DOENÇAS DE PELE

COMO SÃO COMUM
AS IDAS AS PRAIS E
AOS CLUBES  ISTO
FAVORECE O
APARECIMENTO DE
FUNGOS E POR ISSO
FAVORECE AS DOENÇAS
DE PELE POR EXCESSO DE
UMIDADE COMO EXEMPLO:
- CÂNCER DE PELE
- BROTOEJAS
- ACNE
- CANDIDÍASE
- PANO BRANCO
OU PITIRÍASE VERSICOLOR
- IMPETIGO E
- FRIEIRA.

VERMINOSE

LARVA MIGRANS
TRANSMITIDA POR
 LARVAS DE
PARASITAS EM FEZES
DE CACHORRO
O PARASITA ENTRA
PELOS PÉS E CAUSA
INFLAMAÇÃO.

ONICOMICOSE

DOENÇAS CAUSADA
POR FUNGOS QUE
AFETAM AS UNHAS.

DESIDRATAÇÃO

PERDA DE LÍQUIDOS
E MINERAIS  CAUSADA
POR TRANSPIRAÇÃO,
URINA E FEZES, OU
ALIMENTOS
INTOXICADOS ,
A PREVENÇÃO DA
DESIDRATAÇÃO E
INGERIR MUITA ÁGUA
SUCO NATURAL E
ÁGUA DE COCO PARA
NÃO DESIDRATAR.

INSOLAÇÃO

ACONTECE QUANDO
A PESSOA FICA MUITO
EXPOSTA AO SOL...
SINTOMAS: DOR DE
CABEÇA, NÁUSEAS,
TONTURAS, PELE
QUENTE E AVERMELHADA,
FEBRE, E BOLHAS NA PELE.
PREVENÇÃO: USAR
PROTETOR SOLAR SEMPRE!!!

INTOXICAÇÃO ALIMENTAR

PESSOAS QUE CONSOMEM
LANCHES DE RUA,
ESPETINHOS QUANDO ESTES
LANCHES FICAM EXPOSTOS
AO SOL..
POR ISSO RESSALTO A
IMPORTÂNCIA DE CONSUMIR
ALIMENTOS FRESCOS PARA
EVITAR ASSIM A
CONTAMINAÇÃO POR
SALMONELA QUE PODE
OCORRER DESIDRATAÇÃO
GRAVE.







BOTULISMO FIQUE POR DENTRO...

BOTULISMO

O QUE É BOTULISMO??

O BOTULISMO E UMA FORMA
DE INTOXICAÇÃO ALIMENTAR
RARA MAS POTENCIALMENTE
FATAL CAUSADA POR UMA
TOXINA PRODUZIDA POR
PELA BACTÉRIA CLOSTRIDIUM
BOTULINUM PRESENTE NO SOLO,
E EM ALIMENTOS CONTAMINADOS
E MAL CONSERVADOS.

TRANSMISSÃO

PRODUTOS AGRÍCOLAS , MEL
E DEFUMADOS, PEIXES ORGANISMOS
MARINHO, ALIMENTOS ENLATADOS
VIDROS OU EMBALADOS A VÁCUO
CONSERVAS E EMBUTIDOS.

SINTOMAS

TONTURA, VISÃO DUPLA,
BOCA SECA AVERSÃO A LUZ,
DIFICULDADE DE FALAR ENGOLIR
E LOCOMOVER, DIFICULDADE DE
URINAR E EVACUAR.

TRATAMENTO

APLICAÇÃO DO SORO ANTI BOTULÍNICO

PREVENÇÃO
NÃO ADQUIRIR NEM INGERIR ALIMENTOS
CUJA LATA OU TAMPA SE  APRESENTE M
ESTUFADAS OU ENFERRUJADAS.

NÃO ADQUIRIR  NEM INGERIR ALIMENTOS
CUJO CONTEÚDO LÍQUIDO SE
APRESENTE TURVO.

SÓ CONSUMIR MEL DE PROCEDÊNCIA
CONHECIDA


FERVER ALIMENTOS ENLATADOS
ANTES DO CONSUMO PRINCIPALMENTE
O PALMITO , JÁ QUE ESTE E UM DOS
ALIMENTOS MAIS RELACIONADOS
OS CASOS DE BOTULISMO
( A TOXINA É DESTRUÍDA À
TEMPERATURA DE 65 A
80°C   POR 30 MINUTOS OU
A 100° C  POR 5 MINUTOS.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM
ORIENTAR FAMILIAR PARA
PROCURAR O MÉDICO
IDENTIFICAR AQUELES QUE
FIZERAM INGESTÃO DO
ALIMENTO
LAVAGEM GÁSTRICA
CONFORME PRESCRIÇÃO
MÉDICA
ORIENTAR FAMILIARES
QUANTO CUIDADOS HIGIÊNICOS
E SANITÁRIOS
ORIENTAR FAMILIARES NÃO
CONSUMIR ALIMENTOS
ONDE A LATA ESTIVER
ESTUFADA E ENFERRUJADA
E LIQUIDO TURVO.
AFERIR SINAIS VITAIS
TRANSFERIR PARA UNIDADE
DE TERAPIA INTENSIVA CASO
HAJA PROBLEMA RESPIRATÓRIO
ADMINISTRAR ALIMENTAÇÃO
PARENTERAL










quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

CARREIRA DE ENFERMAGEM...



SALVE VIDAS!!!!!!

ENFERMAGEM
PROFISSÕES RELACIONADA AO CURSO:
ADMINISTRADOR HOSPITALAR E ENFERMEIRO

SOBRE O CURSO
O ENFERMEIRO TRABALHA COM O
PLANEJAMENTO A ORGANIZAÇÃO E
A EXECUÇÃO DE ASSISTÊNCIA
HOSPITALAR DE PESSOAS E GRUPOS
AUXILIANDO NA MANUTENÇÃO DA
SAÚDE E NA PREVENÇÃO DE
DOENÇAS . TAMBÉM PODE
COORDENAR   EQUIPES  E
RECURSOS  MATERIAIS
EM UNIDADE DE SAÚDE.

PRINCIPAIS ÁREAS DE ATUAÇÃO
- CONSULTORIA
- ENFERMAGEM CIRÚRGICA E
PÓS CIRÚRGICA
- ENFERMAGEM GERIATRIA
- ENFERMAGEM PEDIÁTRICA
- ENFERMAGEM DO TRABALHO
- PESQUISA CLÍNICA
- RESGATE
- HOME CARE
- GESTÃO HOSPITALAR
- ENSINO E PESQUISA

ENSINO
5 ANOS

ESTÁGIO É OBRIGATÓRIO?
SIM

RECRUTAMENTO DE
ESTAGIÁRIOS

-
 CENTROS DE SAÚDE
- HOSPITAIS PARTICULARES
- EMPRESAS NA ÁREA DE
SAÚDE  OCUPACIONAL
- UNIDADES BÁSICAS DE
SAÚDE
- LABORATÓRIOS DE EXAMES
CLÍNICOS E DE IMAGEM
- EMPRESAS DE HOME CARE

MELHOR ÉPOCA PARA
PROCURAR ESTÁGIO

ANO LETIVO

ATIVIDADES DO ESTÁGIO
- PLANEJAMENTO DA
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM
- ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM
E PROCEDIMENTOS SIMPLES E
COMPLEXO SOB SUPERVISÃO
DO ENFERMEIRO OU DOCENTE.

MODALIDADES DE ESTÁGIO

CURRICULAR
- QUE COMPÕE A
GRADE DO CURSO DE GRADUAÇÃO
EXTRACURRICULAR- O ALUNO
BUSCA FORA DO CURSO

PROFISSIONAIS NO MERCADO
CERCA DE 69 MIL

GANHO INICIAL (MÉDIA MENSAL)
DE R$ 1,5 MIL A R$ 2,5 MIL
CHEFE HOSPITALAR-
CHEGA ATÉ R$ 3,7 MIL

GANO ESCALÃO INTERMEDIÁRIO
(MÉDIA MENSAL)

DE R$ 4 A  R$ 5 MIL

GANHO NO AUGE
(MÉDIA MENSAL)

R$ 6 MIL A  R$ 10 MIL
COMO CHEFE HOSPITALAR
CHEGA A 12 MIL

EVOLUÇÃO DA PROFISSÃO
CONFORME GANHA EXPERIÊNCIA
O PROFISSIONAL PODE BUSCAR
O EXERCÍCIO DA DOCÊNCIA
NOS NÍVEIS MÉDIO OU
SUPERIOR A ASSISTÊNCIA
OU A ÁREA  EMPRESARIAL
ATUANDO EM CLÍNICAS E
SERVIÇOS DE CONSULTORIA.

SE TIVER APTIDÃO EM CARGOS
DE CHEFIA, A TENDENCIA E
OCUPAR FUNÇÕES DE GERÊNCIA
DE ENFERMAGEM ; GESTÃO DE
SERVIÇOS PÚBLICOS, PESQUISADOR
RESPONSÁVEL, LIVRE DOCENTE
OU DOUTOR EM INSTITUIÇÕES
DE ENSINO.

AUGE DA CARREIRA
10 A 15 ANOS

DICA: FAZER PÓS GRADUAÇÃO
E FUNDAMENTAL PARA
INVESTIR EM SUA CARREIRA,
CURSOS COMO INGLÊS
TAMBÉM É IMPORTANTE.











SINUSITE...

SINUSITE

O QUE É???

Sinusite é uma inflamação de vias respiratórias
   superiores conhecidas como seios
   paranasais geralmente associada a um
   processo infeccioso por vírus, bactéria
  ou fungo mas que também pode estar
  associado a uma alergia ou a
  inalação de poluentes.



 Esta patologia pode se
 dividi-se em três tipos:

  Infecciosa: a sinusite neste caso tem
  características de dor na região dos seios
  seios da face, seguida de obstrução
 nasal, secreção purulenta e febre.
 Alérgica: apresenta dor nos ossos da face,
 ocasionalmente febre e vem com todos os
  sintomas comuns da alergia, coriza clara
 e abundante, obstrução nasal e crises de
 espirros. e também tosses abundantes.
 Traumática: causada por diferença de
 pressão. Por exemplo:
  durante viagens de avião ou mergulho.
Suas características são a dor maxilar

 e pouca obstrução nasal.

Diagnóstico
Exames radiológicos, como o Raio x
 de Seios da Face, ou Seios

Paranasais.

CAUSAS

RESFRIADO COMUM
AR FRIO
FUNGOS
PERFUMES
POEIRA
MOFO POLÉM

POLUENTES NO AR

SINTOMAS

Mau hálito ou perda do olfato
Tosse, muitas vezes pior durante a noite
Fadiga e mal-estar generalizado
Febre
Dor de cabeça - dor como pressão, dor
 atrás dos olhos, dor de dente ou
 sensibilidade facial
Congestão nasal e secreção
Dor de garganta e gotejamento

 pós-nasal.



CUIDADOS DE ENFERMAGEM 
COM SINUSITE


Realizar nebulização c/
medicamentos prescritos,
realizar administração de
 medicamentos prescritos,

aumentar a ingesta hídrica,
realizar punção venosa.














quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

ANUNCIE...

CONTATO
EMAIL: 
CONCEICAOSANTOS1971@BOL.COM.BR


CÃIMBRA

CÃIMBRA


A cãimbra é a contração
involuntária do músculo.
 Ainda não se sabe definir
 a causa específica, mas
sabe-se que está relacionada
 com a falta de preparo físico,
temperatura, desidratação e
também com a circulação
do sangue. "Ela pode
 ocorrer em qualquer músculo
do corpo, principalmente na
 parte inferior, como coxa
 e panturrilha”


A contração acontece
 devido ao excesso de
 ácido láctico no músculo.
 "A pessoa faz muito
 exercício e ocorre a
alteração da obtenção
de energia. A energia
fica acumulada. Para
evitar a cãimbra, é
bom a pessoa ter
 um bom preparo físico".

A cãimbra também pode
acontecer por causa do frio
. É a chamada cãimbra
 noturna, quando no meio
 do sono a pessoa acorda
com o pé ou a panturrilha
 se contorcendo. " Quando
 dormimos a temperatura
corporal diminui, assim
 como a temperatura
 externa. Para quem
 tem este tipo de
cãimbra com frequência,
 a solução é usar uma meia"

A cãimbra não é uma doença,
 mas,em alguns casos, ela
 pode ser oriunda de doenças.
 " Além do excesso de
 atividade física, outros fatores
 podem ocasionar cãimbra,
como doenças venosas,
 varizes, sequela de
 acidente vascular
cerebral, ou ainda
 alteração de eletrólise
 do sangue. Neste último
 caso, ocorre a baixa
 de pressão arterial e
minerais como potássio
 e magnésio não são
 repostos.
O músculo reclama"


ROTAVÍRUS

ROTAVÍRUS

A gastroentrite é uma inflamação
 do estômago e dos intestinos
 causada, na sua grande

maioria, por rotavírus.

TRANSMISSÃO



O Rotavírus é transmitido
 por via fecal-oral, pelo
 contato direto entre as
pessoas, por utensílios,
brinquedos, água e
alimentos contaminados.
 Medidas de saneamento
 básico são fundamentais

 para prevenir a transmissão do vírus.

SINTOMAS

Em alguns casos, a infecção
pode ser assintomática.
 Quando os sintomas
 aparecem, os mais
 importantes são:
 1) diarreia aguda,
geralmente aquosa, sem
 sinais de muco e sangue;
 2) vômitos; 3) febre e mal-estar;
4) coriza e tosse, às vezes;

 5) desidratação, nos quadros graves.

TRATAMENTO

Não existem medicamentos
 específicos para combater a
 infecção por Rotavírus.
 O fundamental é manter a
criança hidratada, repondo
constantemente o líquido
 perdido nos vômitos e
 nas evacuações. São
 sinais de desidratação:
 letargia, irritabilidade,
muita sede, diminuição
do volume da urina,
 boca seca, olhos encovados,
 ausência de lágrimas,

perda do turgor da pele.

VACINA

A vacina contra o Rotavírus
é produzida com vírus humano
atenuado e não faz parte do
 calendário do Programa
Nacional de Imunizações.
 Segundo estudos realizados,
o grau de proteção não é
totalmente eficaz depende
de que as duas
doses sejam ministradas
 precocemente. Não há
consenso entre os

pediatras sobre sua indicação.

PREVENÇÃO



* Lave as mãos cuidadosamente
 e com freqüência, especialmente
 depois de usar o banheiro e de
 trocar as fraldas das crianças,
 antes das refeições e quando
 for preparar os alimentos;

* Lave bem e deixe mergulhados
 em solução desinfetante frutas
 e legumes que vão ser ingeridos crus;

* Use água tratada para beber e no
 preparo dos alimentos;

* Mantenha sempre bem limpos os
 utensílios de mesa e os que são
 usados na cozinha;

* Lembre-se de que o soro caseiro
 e os produtos equivalentes contêm
sais minerais importantes para
 reidratar o paciente não encontrados
na água pura;

* Procure o médico tão logo a criança

 apresente episódios de diarréia aguda.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

1- QUARTO PRIVATIVO
2- ISOLAMENTO DE 
 CONTATO
3- AVENTAL DEVE SER 
DESPREZADO ANTES
DA SAÍDA DO QUARTO
4- LAVAGEM DA MÃOS
AO ENTRAR E SAIR
DO QUARTO
5- ESTIMULAR CLIENTE
QUANTO A INGESTA
DE LÍQUIDOS
6- ANOTAR ASPECTO
E NUMERO DE 
EVACUAÇÕES
NO PRONTUÁRIO
7- DIETA OBSTIPANTE
8- ORIENTAR AO
CLIENTE HIGIENE
INTIMA APÓS
EVACUAÇÕES
9- CUIDADO COM
ACESSO VENOSO
10- PESAR O CLIENTE
TODOS OS DIAS












TELEFONES DE EMERGÊNCIA

TELEFONE


SERVIÇO DE ATENDIMENTO
MÉDICO DE URGÊNCIA
192

BOMBEIRO
193
POLÍCIA
190
TELEFÔNICA
103 15
LIGUE LUZ
0800 727 0211
SABESP
195
SERVIÇO FUNERÁRIO MUNICIPAL
0800 109850
DISQUE DENÚNCIA
181
HOSPITAL DAS CLÍNICAS
3069-6000




FRASE DO DIA


segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

DIA 14 DE MARÇO DIA MUNDIAL DO RIM






RIM SAUDÁVEL SAÚDE PERFEITA

UMA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA E
SAUDÁVEL  COM POUCO SAL E
EXERCÍCIO FÍSICO  REGULAR
SÃO FUNDAMENTAIS PARA
PREVENIR A DIABETES  E A
HIPERTENSÃO ARTERIAL
DOIS FACTORES IMPORTANTES
QUE PODEM DESENCADEAR
A DOENÇA RENAL CRÔNICA.

PREVENÇÃO NA HIPERTENSÃO
ARTERIAL E INSUFICIÊNCIA RENAL

1-
CONTROLE NO CONSUMO DE SAL

2-  EVITE ALIMENTOS COMALTO TEOR DE SÓDIO,
ENLATADOS, CONSERVAS,
REFEIÇÕES PRONTAS E
EMBALADAS, BACALHAU
SECO, BEBIDAS COM
GÁS, BATATAS FRITAS
DE PACOTE, ALIMENTOS
CONGELADOS, QUEIJOS.

EM ALTERNATIVA AO SAL
PARA DAR  SABOR A
COMIDA UTILIZE, AZEITE
SUMO DE LIMÃO, ALHO
CEBOLA, LOURO
HORTELÃO, SALSA
COENTRO.

3- CONTROLE A PRESSÃO
ARTERIAL E O AÇÚCAR
DO SANGUE FAZENDO
UM TESTE DE GLICEMIA
DIMINUIÇÃO DO PESO
E BOM PARA PREVENIR
A INSUFICIÊNCIA RENAL.









































































CUBO MÁGICO


sábado, 1 de fevereiro de 2014

INFLUENZA FORA GRIPE!!!

INFLUENZA

INFLUENZA O QUE É???

INFLUENZA OU GRIPE E UMA
INFECÇÃO VIRAL AGUDA
DO TRATO RESPIRATÓRIO
COM DISTRIBUIÇÃO GLOBAL E
ELEVADA TRANSMISSIBILIDADE.
OCORRE DURANTE TODO O ANO, MAS
É MAIS FREQUENTE NOS MESES DO
OUTONO E INVERNO QUANDO AS
TEMPERATURAS CAEM
PRINCIPALMENTE NO SUL E
SUDESTE DO PAÍS.

INCUBAÇÃO
1 A 4 DIAS

SINAIS E SINTOMAS
INFECÇÃO AGUDA DAS
VIAS AÉREAS TEMPERATURA
> 37,8°C
CALAFRIOS
MAL-ESTAR
CEFALEIA
MIALGIA
DOR DE GARGANTA
ARTRALGIA
PROSTAÇÃO
RINORREIA
TOSSE SECA

PODEM OCORRER DIARRÉIA, VÔMITO
FADIGA, ROUQUIDÃO, HIPEREMIA
CONJUNTIVAL.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM
ESTIMULAR INGESTA HÍDRICA
HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS
ANTES E APÓS CONTATO
COM O CLIENTE
PRECAUÇÃO DE GOTÍCULA
USO DE MASCARA
CIRÚRGICA
REPOUSO NO LEITO

PREVENÇÃO
-UTILIZAR LENÇO DESCARTÁVEL
PARA HIGIENE NASAL
-EVITAR TOCAR MUCOSAS DE
OLHOS, NARIZ E BOCA
-HIGIENIZAR AS MÃOS
APÓS TOSSIR OU ESPIRRAR
-COBRIR NARIZ E BOCA
QUANDO ESPIRRAR OU TOSSIR
- FREQUENTEMENTE
LAVAGEM E  HIGIENIZAÇÃO
DAS MÃOS, PRINCIPALMENTE
ANTES DE CONSUMIR
ALGUM ALIMENTO
- MANTER AMBIENTES BEM
VENTILADOS
- EVITAR AGLOMERAÇÕES E
AMBIENTES FECHADOS
- ADOTAR HÁBITOS SAUDÁVEIS
COMO ALIMENTAÇÃO BALANCEADA
E INGESTÃO DE LÍQUIDOS.

VACINA
ANUAL PARA PREVENIR
INFLUENZA





 

PNEUMONIA

PNEUMONIA

O QUE É??

Pneumonia é uma infecção nos
 pulmões que afeta pessoas de
 todas as idades, com predileção
 por crianças pequenas, idosos
 e portadores de doenças crônicas,
totalizando mais de 2 milhões de
 casos por ano no Brasil, segundo
a Sociedade Brasileira de

 Pneumologia e Tisiologia.


Pode acometer uma parte do pulmão 
de maneira uniforme ou, então, 
heterogênea, quando se denomina 
broncopneumonia. Nessa doença, 
os alvéolos pulmonares, que são 
pequenos sacos de ar de onde o
 oxigênio sai para atingir a corrente 
sangüínea, se enchem de pus, 
muco e outros líquidos. Com isso,
 as células de todo o organismo não 
recebem oxigênio em quantidade 
suficiente, comprometendo o trabalho
 de outros órgãos e sistemas orgânicos.

Como se não bastasse, o microrganismo 
causador da doença pode ganhar a
 circulação, determinando uma infecção
 generalizada – a septicemia. Esses 
riscos, portanto, tornam a pneumonia
 uma moléstia bastante grave, a ponto
 de ela estar entre as principais causas
 de morte entre adultos.



Contudo, uma parte importante dos casos 
fatais deriva das infecções nosocomiais, que
 ocorrem durante internação hospitalar e
 envolvem agentes mais agressivos e mais
 resistentes a medicamentos. A possibilidade 
de haver complicações na doença adquirida 
na comunidade está relacionada com o
 diagnóstico tardio, quando o tratamento
 começa numa fase em que a pessoa já 
está bastante debilitada. Quanto antes
 a infecção é detectada, portanto, maiores
 as chances de cura e menores os riscos
 de problemas secundários.


SINTOMAS

Os sinais clínicos mais característicos
 incluem febre alta, calafrios e tremores,
 suores intensos, tosse produtiva, com
 secreção de cor de ferrugem ou
 esverdeada, dor no peito, respiração 
e batimentos cardíacos rápidos e, em 
casos mais graves, coloração azulada
 nas extremidades, demonstrando 
elevado comprometimento 
respiratório, e confusão mental. 


DIAGNÓSTICO

O diagnóstico depende da
 história da pessoa e do exame
 clínico, dentro do qual a ausculta
 do pulmão com estetoscópio já
 pode evidenciar sons compatíveis
 com a infecção local.

A confirmação, contudo, depende 
da realização de uma radiografia 
do tórax, podendo ou não necessitar
 de outros testes laboratoriais
 complementares, como o exame 
simples de sangue – o hemograma – ,
 a análise de escarro e a cultura de
 escarro e sangue, feitas
 particularmente para buscar 
pistas do tipo de agente implicado
 com a pneumonia.


TRATAMENTO

O tratamento costuma ser feito 
com antibióticos que servem para 
combater um amplo espectro de
 agentes infecciosos, pela
 dificuldade de determinar com 
precisão o microrganismo
 causador da doença, uma 
vez que, como a cavidade oral
 das pessoas é povoada por uma 
série de bactérias, o exame de
 escarro pode fornecer informações
 duvidosas. Essa conduta só não 
vai ser efetiva para pneumonias
 ocasionadas por vírus, que
 costumam melhorar
 espontaneamente, apenas com
 as medidas de suporte necessárias
 a todos os casos, como repouso, 
boa alimentação, hidratação e,
 eventualmente, medicamentos
 para atenuar a tosse e a dor
 no peito. Casos mais graves
 podem requerer internação para
 a administração endovenosa dos
 antibióticos e recebimento de oxigênio.


PREVENÇÃO

As principais formas de prevenção são 
recomendações simples: lavar as mãos, 
não fumar, evitar aglomerações e se
 vacinar. Atualmente, existem vacinas
 disponíveis para a pneumonia
 pneumocócica que, mesmo não 
sendo capazes de prevenir todos
 os casos de pneumonia, podem
 evitar as formas mais graves. 
Segundo o Ministério da Saúde
, a vacinação contra a gripe reduz 
bastante as hospitalizações por
 pneumonias e a mortalidade
 global pela doença.
 Por isso, devem ser vacinados
 os grupos considerados mais 
sujeitos às formas graves da
 doença: gestantes, mulheres 
com até 45 dias após o parto,
 crianças de 6 meses a 2 anos,
 profissionais de saúde, doentes
 crônicos, pessoas privadas de
 liberdade ou com 60 anos
 de idade ou mais.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM



Auxiliar o paciente a tossir 
produtivamente, apoiando
 o seu tórax durante a tosse 
e umidificando o ar para  a
 saída  das secreções e 
melhorar a ventilação
. Encorajar a ingestão de líquidos.
Administrar o antibiótico 
prescrito pelo médico nos
 intervalos de tempo corretos.
Observar o paciente para náusea,
 vômito, diarréia, erupções e
 reações nos tecidos moles.
Fornecer oxigênio, conforme 
prescrito, para a dispnéia, 
distúrbio circulatório,
 hipoxemia ou delírio.
Monitorar a resposta 
do paciente à terapia.
Encorajar o paciente a
 repousar o máximo possível
Auxiliar o paciente a assumir 
uma posição confortável e
 mudar de posição com freqüência.
Avaliar o nível de consciência 
antes que sedativos ou
 tranqüilizantes sejam administrados.
Monitorizar a ingestão e excreção,
 à pele e os sinais vitais.
Monitorizar o estado respiratório, 
incluindo freqüência e padrão da
 respiração, sons respiratórios
 e sinais e sintomas de 
angústia respiratória.