Pesquise no blog

quinta-feira, 9 de abril de 2015

NUTRIÇÃO INFANTIL

ALIMENTAÇÃO

SEGUNDO UM ESTUDO REALIZADO NO
BRASIL EM 1997 MAIS DA METADE DAS
CRIANÇAS MENORES DE QUATRO MESES
AMAMENTADOS JÁ ESTAVAM EM 
ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR 
(INCLUINDO-SE ÁGUA E CHÁ), PORÉN,
O INÍCIO PRECOCE DOS ALIMENTOS 
COMPLEMENTARES É UM HÁBITO 
GENERALIZADO NO PAÍS.
UM ESTUDO REALIZADO EM SÃO PAULO,
MOSTROU QUE AS BEBIDAS 
INDUSTRIALIZADAS, FAZEM PARTE DA
ALIMENTAÇÃO DA CRIANÇA MENOR DE
DOIS ANOS DE IDADE. DENTRE
ELAS, DESTACAM-SE OS
REFRIGERANTES CONSUMIDOS POR
17,3% DAS CRIANÇAS DESSA FAIXA
ETÁRIA.
UM ESTUDO COLETADO DAS
INFORMAÇÕES DADAS PELAS MÃES
SOBRE A FREQUÊNCIA DE REFEIÇÕES
DAS CRIANÇAS É INFLUENCIADA PELA
SUA PRÓPRIA CONCEPÇÃO SOBRE O
QUE É UMA REFEIÇÃO PARA A
CRIANÇA PEQUENA.
MUITAS VEZES, A FREQUÊNCIA COM
QUE A CRIANÇA É ALIMENTADA 
DEPENDE DA DISPONIBILIDADE 
DO ALIMENTO E DO TEMPO DA MÃE
PARA PREPARAR E OFERECER O
ALIMENTO PARA A CRIANÇA.
OUTRO ELEMENTO FUNDAMENTAL
PARA A DECISÃO DAS MÃES SOBRE
A FREQUÊNCIA DE ALIMENTAÇÃO
É A FOME DA CRIANÇA. AS MÃES
RECONHECEM A FOME POR 
DIFERENTES SINAIS, QUE VARIAM
CONFORME A FAIXA ETÁRIA:
ENTRE ZERO E CINCO MESES,
O PRINCIPAL É O CHORO; 
DOS SEIS AOS ONZE MESES,
ALÉM DO CHORO JÁ HÁ
ALGUMAS FORMAS DE
MANIFESTAÇÃO DA CRIANÇA 
(ESPERNEIA, PEDE) OU
SINAIS PERCEBIDOS PELA
PRÓPRIA MÃE, BARRIGA
MURCHA, ENTRE DOZE
E 24 MESES, A MAIORIA
DAS MÃES REFERE QUE AS 
PRÓPRIAS CRIANÇAS SOLICITAM
ALIMENTO E VÁRIAS EXPLICAM
O HORÁRIO DA FOME EM
FUNÇÃO DO HORÁRIO DAS
REFEIÇÕES.
É MUITO IMPORTANTE A
FAMÍLIA COLOCAR EM PRÁTICA
A HIGIENE DOS ALIMENTOS, 
EVITANDO RISCO DE
MORTALIDADE INFANTIL POR
DOENÇAS DIARRÉICAS, COMO:
- LAVAGEM DAS MÃOS, ANTES DO
PREPARO DOS ALIMENTOS COM
ÁGUA E SABÃO.
- HIGIENIZAR MAMADEIRAS
- A ÁGUA DEVERÁ SER FERVIDA
- AQUECER AS REFEIÇÕES
- ESTOCAR  OS ALIMENTOS EM
CONDIÇÕES ADEQUADA




Nenhum comentário:

Postar um comentário