Pesquise no blog

quinta-feira, 6 de abril de 2017

SÍNDROME METABÓLICA: ASSASSINO SILENCIOSO



SÍNDROME METABÓLICA E O NOVO
"ASSASSINO SILENCIOSO", ALERTAM
O PESQUISADORES.

OS PESQUISADORES DA FACULDADE DE
MEDICINA CHARLES E. SCHIDT DA
UNIVERSIDADE ATLÂNTICA DA FLÓRIDA
AFIRMAM QUE A SÍNDROME METABÓLICA
É UM CONJUNTO DE TRÊS FATORES DE
RISCO QUE INCLUEM, OBESIDADE
ABDOMINAL, TRIGLICÉRIDES 
ELEVADOS, PRESSÃO ARTERIAL
ELEVADA, LIPÍDIOS ANORMAIS E
RESISTÊNCIA A INSULINA. 
EM UM COMENTÁRIO PUBLICADO NO
JOURNAL OF CARDIOVASCULAR 
PHARMACOLOGY AND THERAPEUTICS,
OS AUTORES DESCREVEM COMO O
EXCESSO DE PESO E A OBESIDADE
CONTRIBUEM PARA A SÍNDROME
METABÓLICA, QUE AFETA 1 EM CADA 3
ADULTOS E CERCA DE 40 POR CENTO 
DOS ADULTOS COM 40 ANOS OU MAIS.
OS CLÍNICOS TÊM TRADICIONALMENTE
AVALIADO CADA UM DOS PRINCIPAIS
FATORES DE RISCO QUE CONTRIBUEM
PARA  A SÍNDROME METABÓLICA
EM UMA BASE INDIVIDUAL.

" O PRINCIPAL FATOR QUE ACELERA O
CAMINHO PARA A SÍNDROME É
SOBREPESO E OBESIDADE, DISSE
 DR. CHARLES H. HENNEKENS.
" A OBESIDADE ESTÁ ULTRAPASSANDO
O TABAGISMO COMO A PRINCIPAL CAUSA
EVITÁVEL DE MORTE PREMATURA NOS
EUA E NO MUNDO ".
OS AUTORES EXPLICAM QUE O 
COMPONENTE DE GORDURA VISCERAL
DA OBESIDADE ABDOMINAL LEVA NÃO 
SÓ A RESISTÊNCIA À INSULINA, MAS
TAMBÉM A LIBERAÇÃO DE ÁCIDOS
GRAXOS LIVRES NÃO ESTERIFICADOS
DO TECIDO ADIPOSO OU GORDURA
CORPORAL. OS LÍPIDOS ENTÃO SE
ACUMULAM EM OUTROS LOCAIS,
COMO O FÍGADO E O MÚSCULO,
PREDISPONDO MAIS INDIVÍDUOS
À RESISTÊNCIA À INSULINA E
DISLIPIDEMIA-QUANTIDADES
ANORMAIS DE LIPÍDIOS. ALÉM
DISSO, O TECIDO ADIPOSO PODE
PRODUZIR VÁRIAS ADIPOCINAS
QUE PODEM INFLUENCIAR 
SEPARADAMENTE RESISTÊNCIA
À INSULINA E FATORES DE RISCO
PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES.

" A GORDURA VISCERAL E SEU CORRELATO
CLINICAMENTE MAIS FACILMENTE
MEDIDO DA CIRCUNFERÊNCIA DA
CINTURA ESTÃO GANHANDO ATENÇÃO
CRESCENTE COMO FORTES PREDITORES
DE SÍNDROME METABÓLICA, MESMO SE
VOCÊ REMOVER O ÍNDICE DE MASSA
CORPORAL DA EQUAÇÃO", DISSE
SHERLING. " HÁ PACIENTES QUE
TÊM UM ÍNDICE DE MASSA CORPORAL
NORMAL, AINDA ESTÃO EM ALTO RISCO.
ESTES PACIENTES REPRESENTAM UMA
POPULAÇÃO IMPORTANTE PARA OS
MÉDICOS PARA A PESQUISA DE
SÍNDROME METABÓLICA".

NO COMENTÁRIO, OS AUTORES
ENFATIZAM, A IMPORTÂNCIA DAS
MUDANÇAS TERAPÊUTICAS NO
ESTILO DE VIDA DESDE A
INFÂNCIA. ELES OBSERVAM
QUE, COMO A ATUAL GERAÇÃO
DE CRIANÇAS, E ADOLESCENTES
AMERICANOS ATINGEM A MEIA
IDADE, A MORBIDADE E
MORTALIDADE POR DOENÇAS
CARDIOVASCULARES IRÁ
AUMENTAR.

" A PANDEMIA DA OBESIDADE, QUE
COMEÇA NA INFÂNCIA, É PROFUNDAMENTE
PREOCUPANTE", DISSE PERUMAREDDI".
OS ADOLESCENTES DE HOJE SÃO MAIS
OBESOS E MENOS FISICAMENTE ATIVOS
DO QUE SEUS PAIS E JÁ TÊM TAXAS MAIS
ALTAS DE DIABETES TIPO 2. 

OS AUTORES ENFATIZAM QUE A
OBESIDADE É UM IMPORTANTE FATOR
DE RISCO PARA VÁRIOS CÂNCERES,
ESPECIALMENTE COLORRETAL, MAS 
TAMBÉM MAMA E PRÓSTATA.

" NOS ESTADOS UNIDOS, AS DOENÇAS
CARDIOVASCULARES CONTINUARÃO A
SER O PRINCIPAL ASSASSINO DEVIDO
EM GRANDE PARTE A OBESIDADE E
INATIVIDADE FÍSICA" , DISSE
HENNEKENS. A MAIORIA DAS
EVIDÊNCIAS INDICAM QUE A
PERDA DE PESO DE 5% OU MAIS
DO PESO DO CORPO COMBINADO
COM UMA CAMINHADA RÁPIDA
POR 20 OU MAIS MINUTOS DIÁRIOS
IRÁ REDUZIR SIGNIFICATIVAMENTE
EVENTOS CARDIOVASCULARES E MORTES".

OS AUTORES TAMBÉM CONCLUEM QUE
A EXPORTAÇÃO DE DIETA E ESTILO DE
VIDA AMERICANOS, QUE AUMENTA AS
TAXAS  DE OBESIDADE E INATIVIDADE
FÍSICA, JUNTAMENTE COM AS
ALARMANTES TAXAS DE EXPORTAÇÃO
DE TABACO OS PAÍSES EM 
DESENVOLVIMENTO ESTÃO
RESULTANDO EM DOENÇAS
CARDIOVASCULARES EMERGINDO
COMO O PRINCIPAL ASSASSINO
MUNDIAL.


FONTE: NEWS MEDICAL LIFE
SCIENCES




















Nenhum comentário:

Postar um comentário