Pesquise no blog

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

AUSCULTA PULMONAR

PULMÃO


A AUSCULTA DEVE SER REALIZADA COM
O PACIENTE SENTADO.
O EXAMINADOR SOLICITÁ-LHE QUE
RESPIRE PAUSADAMENTE EM INCURSÕES
DE MÉDIA AMPLITUDE, COM A BOCA
ENTRE ABERTA, SEM PRODUZIR
NENHUM SOM, ENQUANTO COLOCA A
CAMPÂNULA DO ESTETOSCÓPIO COM
A MEMBRANA SOBRE A SUPERFÍCIE 
DO TÓRAX.

OS SONS PRODUZIDOS POR UMA PESSOA
NORMAL DENOMINAM-SE DE SONS
RESPIRATÓRIOS NORMAIS.
NAS PESSOAS COM DOENÇAS
RESPIRATÓRIAS, OS SONS GERADOS
EM CONDIÇÕES DE DOENÇA SÃO
CHAMADOS DE SONS ADVENTÍCIOS
RESPIRATÓRIOS OU PULMONARES.

SONS RESPIRATÓRIOS NORMAIS

MURMÚRIO VESICULAR(OU SOM 
VESICULAR)

O SOM NORMAL AUDÍVEL ATRAVÉS
DA PAREDE TORÁCICA É O 
MURMÚRIO VESICULAR.
ESTE PODE ESTAR AUSENTE OU
DIMINUÍDO(NUNCA AUMENTADO).

SOM TRAQUEAL

SONS DE CARÁTER TUBULAR AUDÍVEL
QUANDO SE APLICA A CAMPÂNULA DO
ESTETOSCÓPIO NA REGIÃO ÂNTERO
LATERAL DO PESCOÇO, SOBRE A
LARINGE OU LOGO ACIMA DA
FÚRCULA ESTERNAL, ENQUANTO O
PACIENTE RESPIRA NORMALMENTE
COM A BOCA ENTREABERTA:
SOM LARINGOTRAQUEAL

RESPIRAÇÃO BRÔNQUICA

PROVOCA SOM SEMELHANTE
AO SOM TRAQUEAL, PORÉM, MAIS
SUAVE E MENOS INTENSO, NORMALMENTE
AUSCULTADO NAS REGIÕES TORÁCICAS
DE PROJEÇÃO DA TRAQUÉIA E
BRÔNQUIOS DE GROSSO CALIBRE,
TANTO NA FACE ANTERIOR(ZONAS
SUPERIORES PRÓXIMAS AO 
ESTERNO) COMO NAS FACES
POSTERIORES (PRÓXIMAS DAS
REGIÕES INTERESCAPULOVERTEBRAIS).

A PRESENÇA DE RESPIRAÇÃO
BRÔNQUICA EM REGIÕES 
PERIFÉRICAS DO PULMÃO É SINAL
DE ANORMALIDADE, PODENDO ESTAR
ASSOCIADA A AUMENTO HOMOGÊNEO
DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA
PULMONAR, COMO OCORRE NA
CONDENSAÇÃO DA PNEUMONIA 
LOBAR, O QUE É CHAMADO DE
SOPRO BRÔNQUICO.

SONS ADVENTÍCIOS

SÃO SONS QUE NÃO EXISTE EM
CONDIÇÕES FISIOLÓGICAS NORMAIS
E APARECEM QUANDO OCORREM
ALTERAÇÕES ESTRUTURAIS E DAS
PROPRIEDADES MECÂNICAS PULMONARES
GERALMENTE DEVIDO A DOENÇAS.
PODEM ORIGINAR-SE NAS VIAS
RESPIRATÓRIAS OU NAS PLEURAS
E PODEM SER DE DOIS TIPOS:

SONS NÍTIDOS, DESCONTÍNUOS
E EXPLOSIVOS

ESTERTORES FINOS COMPARADO AO
RUÍDO  PRODUZIDO PELO FECHO
DO TIPO VELCRO.

ESTERTORES GROSSOS
OCORREM PRINCIPALMENTE EM
PORTADORES DE BRONQUITE CRÔNICA
E BRONQUIECTASIAS.


SONS CONTÍNUOS E MUSICAIS

RONCOS E SIBILOS
RONCOS TÊM TONALIDADE GRAVE E OS
SIBILOS TONALIDADE AGUDA

ESTRIDOR

OUTROS TIPOS DE SONS

ATRITO PLEURAL
CORNAGEM
SOPRO TUBÁRIO
SOPRO PLEURAL
SOPRO ANFÓRICO
PECTORILÓQUIA AFÔNICA


FONTE:SEMIOLOGIA CLINICA
SARVIER







Nenhum comentário:

Postar um comentário