Pesquise no blog

quarta-feira, 29 de março de 2017

REAÇÕES TRANSFUSIONAIS

HEMOTERÁPICO

A TRANSFUSÃO DE QUALQUER
PRODUTO HEMOTERÁPICO APRESENTA
RISCO PARA O RECEPTOR, PODENDO
HAVER REAÇÕES EM ATÉ 10% DOS
CLIENTES. A CONDUTA A SER TOMADA
DIANTE DE UMA REAÇÃO TRANSFUSIONAL
DEVE SER RÁPIDA E EFICAZ, E PARA
TANTO A EQUIPE DE ENFERMAGEM
DEVE IDENTIFICAR OS SINAIS E
SINTOMAS PELO CLIENTE.

AS REAÇÕES TRANSFUSIONAIS
MAIS COMUNS:


REAÇÃO HEMOLÍTICA INTRAVASCULAR
REAÇÃO FEBRIL
REAÇÃO ALÉRGICA
REAÇÃO POR HIPERVOLEMIA

PRINCIPAIS SINTOMAS

FEBRE
CALAFRIO
DOR TORÁCICA
HIPOTENSÃO
NÁUSEAS
DISPNÉIA
DOR LOMBAR
OLIGÚRIA/ANÚRIA
CHOQUE
DOR NO LOCAL DA INFUSÃO
AGITAÇÃO
TOSSE
PRURIDO
ERITEMA

O QUE FAZER- CONDUTA DE
ENFERMAGEM

INTERROMPER A TRANSFUSÃO
EXAMINAR TODAS AS ETIQUETAS,
RÓTULOS E REGISTROS, CONFRONTANDO
NOVAMENTE OS DADOS DO CLIENTE COM
OS DA BOLSA DO PRODUTO
HEMOTERÁPICO EM USO

MANTER O ACESSO VENOSO COM
SOLUÇÃO FISIOLÓGICA

INSTALAR 2 LITROS DE OXIGÊNIO

MANTER DECÚBITO ELEVADO

REGISTRAR NO PRONTUÁRIO

COMUNICAR A ENFERMEIRA E O
MÉDICO; A ENFERMEIRA DEVERÁ
ENTRAR EM CONTATO COM O
BANCO DE SANGUE


FONTE: SABER CUIDAR
EDITORA SENAC





Nenhum comentário:

Postar um comentário