Pesquise no blog

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

CATAPORA

O QUE É CATAPORA???



A Catapora, também conhecida
como Varicela, é uma doença
 infecciosa aguda, altamente
 transmissível, causada pelo
 vírus varicela-zóster. Está
 classificada entre as
 afecções do tipo
 exantemáticas,
 aquelas que trazem
 como conseqüência
 erupções na pele.

A doença é mais comum
 em crianças entre 1 e 10
anos, porém pode ocorrer
 em pessoas suscetíveis
 - não imunes - de qualquer
 idade. Na maioria das
 vezes evolui sem
consequências mais
 sérias, mas em pessoas
 com imunodeficiência ou
 em adultos, o quadro
 pode resultar numa
 manifestação
hemorrágica grave,
 pneumonia e infecção
 bacteriana secundária,
devido à contaminação
 das feridas da pele.

Em todo inverno
observa-se um
aumento do número
de casos da doença,
explicado pela
permanência maior
 das crianças em
ambientes fechados,
 como creches e salas
 de aula.
  Por isso, a catapora
 é considerada uma
doença endêmica e
não epidêmica,


SINTOMAS



O principal sintoma da catapora,
 a erupção na pele, tem início
 após um período de incubação
 que varia entre 10 e 21 dias.
 Num primeiro momento as
 lesões são do tipo macular,
 que se caracterizam por
 bolinhas vermelhas.
 Rapidamente evoluem
 para formar pequenas
vesículas, bolhas, com
 conteúdo líquido que se
rompem e dão origem às
 feridas. Essas feridas
 ganham uma crosta
 na fase de cicatrização.
 Caso cocem, só há
riscos de cicatriz externa
 quando e se a ferida
 infeccionar. A geografia
 da doença começa no
tronco e só depois se
 dissemina para braços
 e pernas. Acompanham
as erupções: febre, prurido
 (coceira) e desconforto
generalizado.

TRANSMISSÃO

Ocorre, principalmente, pelas
gotículas de saliva, pelo
espirro e pela tosse ou
 pelo contato direto com
 o líquido das bolhas.
Mais raramente, pode
acontecer de forma
indireta, pelo contato
 com objetos
recém-contaminados
 com secreção das vesículas.

É possível ainda a
 transmissão da
 varicela durante
 a gestação, através
 da placenta.
Pessoas acometidas
 pelo vírus transmitem
 a doença durante todo
o período de formação
das lesões da pele,
 que dura, em média,
de cinco a sete dias.

TRATAMENTO

Por ser uma doença viral, o
ideal é a prevenção através
 da vacina. Uma vez contaminado,
 o paciente deve ficar em casa,
 longe do convívio social, e
esperar que as lesões da
 pele cicatrizem, para só
 aí retomar sua rotina normal.

Via de regra são administrados
 antitérmicos para controlar
 a febre e a prostração.

VACINA


Uma única dose da vacina,
 aplicada por via subcutânea,
 protege 97 % das crianças
 com até 13 anos. Resultados
 semelhantes são obtidos
 em pessoas maiores de
13 anos com a aplicação de
duas doses da vacina. Sua
 indicação inclui todas as
 pessoas maiores de 1 ano de idade.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

Não colocar pomadas
Não furar as vesículas
Medicar conforme
prescrição médica
aferir  sinais vitais
Ambiente seco e
calmo



Nenhum comentário:

Postar um comentário